Grids #1: O que é layout e o que é grid?

Quem decide aprender sobre design uma hora ou outra acaba se deparando com os termos Layout e Grid, mas você sabe o que significam e qual a sua importância na construção de projetos gráficos consistentes?

O que é layout?

O layout está relacionado com a disposição de elementos de texto e imagem em um design. A maneira como estes elementos são posicionados, tanto em relação ao outro quanto no projeto como um todo, afeta o modo como o conteúdo é recebido pelos leitores e também a sua reação emocional ao design.

O layout pode ajudar ou impedir a recepção das informações apresentadas em um projeto. Layouts criativos agregam valor e elegância, enquanto layouts contidos e sutis permitem que o conteúdo seja valorizado.

É a estrutura, é o que delimita as fronteiras para os recursos da linguagem, da comunicação. Estabelece o que será valorizado ou o que será sutil, é o que determina o equilíbrio entre todos os elementos de um conteúdo. Estes princípios são utilizados há séculos, e mesmo com o surgimento da editoração eletrônica estão presentes no design contemporâneo.

Exemplo do layout de uma publicação

O layout constitui o arranjo de elementos de um projeto em relação ao espaço que eles ocupam. É a gestão da forma e do espaço e deve estar em conformidade com o esquema estético do projeto.

O seu principal objetivo é apresentar os elementos textuais e visuais de forma a evitar o mínimo de esforço por parte do leitor. Com um bom layout o leitor poderá navegar pelas informações tanto na mídia impressa quanto eletrônica com facilidade, mesmo que estas informações sejam complexas.

É o layout que aborda os aspectos práticos e estéticos do projeto: Onde o conteúdo será visto? Como ele será apresentado? Qual será o formato final? Um site? Uma revista? Uma imagem na televisão? Uma embalagem?

Na construção de um bom layout o conteúdo vem sempre em primeiro lugar. Você não organiza as páginas de um dicionário da mesma forma que organiza as páginas de um guia de viagens, por exemplo.

Quando pensamos em layout podemos pensar em grid, estrutura, hierarquia, medidas e relações específicas utilizadas em um projeto. Isso implica dizer que o layout é utilizado para controlar ou ordenar a informação, mas, além disso, ele também pode ser usado para suporte à criatividade.

Quando usado de forma correta, o layout serve de alimento para a criatividade do designer e facilita a tomada de decisões. Em sua essência, o layout visa informar, entreter, orientar e cativar um público-alvo.

O que é grid?

O grid é um principio organizador no design gráfico. Ele subdivide uma superfície bidimensional em áreas menores, ou subdivide um espaço tridimensional em volumes menores.

As áreas resultantes (módulos) podem ser idênticas ou diferentes, maiores ou menores, e através desta subdivisão consegue-se ordenar e posicionar melhor os elementos integrantes de um layout como textos, imagens, ilustrações e cores.

Exemplo de grid aplicado a uma página

Estes elementos são adaptados ao tamanho dos módulos encaixando perfeitamente nas suas medidas. No exemplo acima, a imagem menor corresponde ao menor tamanho do módulo, representado pela coluna da esquerda.

O grid usado em uma página inteira pode ser representado por um número maior ou menor de módulos. Desta maneria, todas as tabelas, fotos, ilustrações e demais elementos gráficos ocupam o espaço de um, dois ou mais módulos, obtendo-se uma determinada uniformidade na disposição da informação visual.

O grid determina as dimensões e proporções constantes no espaço disponível. Não existe nenhum tipo de limite para o número de divisões de um grid, cada projeto deve ser estudado para que se estabeleça um sistema de grids específico, que melhor corresponda as exigências do trabalho.

O impacto do tamanho das divisões de um grid geralmente acontece sobre as transições de tamanho dos elementos do layout. Por exemplo, quanto menor for a diferença de tamanho das ilustrações grandes de uma publicação, mais tranquila é a impressão causada pela composição. O grid é um sistema de controle que ajuda a organizar racionalmente uma superfície ou um volume.

Usar grids em um projeto gráfico obriga o designer a ter maior honestidade no uso de elementos gráficos, que não serão jogados de qualquer jeito sobre a página. Exige que ele analise e se adapte ao problema que tem em mãos.

O uso de grids impulsiona o pensamento analítico e proporciona uma solução do problema em bases lógicas e critérios objetivos. Se os textos e as imagens forem posicionados de modo sistemático, os elementos prioritários tornam-se mais evidentes.

De modo geral, o uso de grids torna mais fácil:

  1. Estruturar objetivamente e entender a hierarquia do conteúdo;
  2. Compor o texto e posicionar imagens de forma lógica e sistemática;
  3. Dispor texto e imagens de forma compacta e rítmica;
  4. Mostrar o material visual de forma inteligível, transparente e estruturado de maneira mais interessante.

Como os grids são usados?

Grids são usados por todo tipo de profissional: tipógrafos, gráficos, fotógrafos e designers dos mais variados segmentos. Organizando os elementos de um laoyut em um grid, o designer poderá facilmente dispor seus textos, diagramas e fotografias, seguindo critérios objetivos e funcionais.

Elementos textuais ou imagens são apresentados nos tamanhos predefinidos pelo grid. O tamanho dos diversos elementos é determinado segundo a sua importância. A incorporação de todos os elementos em um grid cria um sentido planificado, inteligente e claro, gerando uma ideia de ordem racional no design editorial. Esta ordem aumenta a credibilidade da informação e cria confiança.

As informações como títulos, subtítulos, textos, ilustrações, imagens e legendas podem ser inseridas de maneira hierárquica e serão não somente lidos, mas também memorizados. Este é um fato cientificamente provado e o designer deve ter isso sempre em mente.

Além disso, os grids podem ser usados para criar projetos de identidade visual para empresas. Esta abordagem engloba todos os meios visuais de informação, desde cartões de visitas até plaquinhas de identificação. Todos os impressos para uso interno e externo, material de publicidade, envelopamento e fachadas.

Referências:

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Review - Desenhar a figura humana

Review - Desenhar a figura humana

Confira nesse review uma excelente dica de livro de desenho que vai ajudar você a aprimorar sua habilidade no desenho…
Cor #10 - Dimensões da cor

Cor #10 - Dimensões da cor

Aprenda o que é matiz, saturação e luminosidade e como elas são usadas para descrever a cor.
Cinco Lições de design por Steve Jobs

Cinco Lições de design por Steve Jobs

Veja nesse artigo cinco lições de design deixadas pelo grande Steve Jobs.
O que é Escala de Valores?

O que é Escala de Valores?

Aprenda nesse artigo uma maneira fácil e eficiente de determinar e quantificar os valores de uma marca.
Fechar Menu