Como apresentar um projeto em seu portfólio de forma prática

Se você pretende trabalhar com Lettering e Caligrafia, ou mesmo com design em geral, é fundamental que saiba como apresentar os seus trabalhos no seu portfólio. Já vi vários portfólios em que o Lettering ou a Caligrafia são bons mas não estão bem apresentados.

Se você também tem essa dificuldade não se preocupe que agora vou te mostrar na prática como apresentar os seus projetos de Caligrafia e Lettering de uma forma fácil e eficiente, para que seus futuros clientes conheçam seu potencial e ao mesmo tempo entendam as características e o processo criativo do seu projeto.

Independentemente de qual plataforma você utilize para apresentar seus projetos é sempre bom fazer isso de forma a apresentá-los de uma maneira mais completa, destacando por exemplo algumas aplicações dele no negócio do seu cliente e também algumas etapas da criação como a fase de esboços ou detalhamento.

Caso você ainda não tenha um site ou queira criar um com seu portfólio mas não tem muita noção de web design, pode utilizar a plataforma da Wix.com para criá-lo de forma fácil e rápida, pois é perfeita para quem precisa de um site com aparência profissional mas não domina técnicas de criação em web.

Obviamente que você não vai ficar sem apresentar seus projetos só por causa disso, então aproveita e dá uma passada no site da Wix para aprender como fazer um site grátis. Lá você pode criar o seu próprio site sem ter que pagar nada, e caso você queira ter um site ainda mais profissional, pode então aderir a uma conta premium e obter outras vantagens como, por exemplo, um domínio personalizado.

Como esse pode ser o caso de muitos que me acompanham aqui no blog vou utilizar então a própria plataforma da Wix para demonstrar uma maneira prática de você apresentar o seu projeto de design, seja ele de lettering, ilustração, marca, etc.

É claro que essa é apenas uma sugestão, um modelo básico caso você ainda não saiba muito bem como apresentar seus projetos, porém com o tempo você pode pensar em novas formas de fazer isso de maneira cada vez mais atraente e de acordo com as características do seu trabalho.

Antes de acessarmos a plataforma da Wix vamos primeiramente preparar as imagens e o layout que iremos utilizar na apresentação do nosso projeto e que é o foco da dica desse artigo. Vou utilizar um dos projetos de criação de marca que desenvolvi, assim você terá um exemplo real como referência. Dá então uma olhada nessas sugestões de elementos que você pode começar apresentando sobre o seu projeto:

Comece apresentando seu projeto com um cabeçalho, uma imagem que represente o conceito geral do negócio do seu cliente ou do tom do projeto. Você também pode colocar um título que identifique que tipo de projeto você está apresentando, se de criação de marca, desenvolvimento de web site, criação de lettering, etc.

Em seguida apresente o resultado principal do seu projeto, isso já deixa seu futuro cliente ciente de suas habilidades e ao mesmo tempo curioso para ver como você obteve esse resultado e também em ver as aplicações práticas do projeto.

Comece então a apresentar as aplicações do seu projeto: se for uma marca, por exemplo, mostre como ela fica aplicada em materiais gráficos diversos como cartão de visitas, elementos de papelaria, camisetas, cartazes, etc.

Dependendo de cada projeto você também pode exibir algumas informações mais técnicas que podem até não servirem muito para os clientes leigos, mas podem ajudar bastante na contratação por parte de alguma agência de design, por exemplo. Nesse caso você pode estar sendo avaliado por alguém que entende um pouco mais sobre o assunto, então é importante mostrar também um pouco de domínio técnico em suas escolhas no projeto.

Um exemplo disso é você informar qual foi a paleta de cores escolhida para o projeto ou mesmo as fontes utilizadas, caso existam. Claro que as informações técnicas vão depender muito do tipo de projeto que você está apresentando, mesmo assim ficam aqui essas sugestões.

Uma das coisas que mais gosto de mostrar na apresentação dos meus projetos são as sketchs, então se você desenvolveu um trabalho de lettering ou caligrafia experimente mostrar os rascunhos que te fizeram chegar no seu resultado final, isso dá um charme muito bacana para seu projeto e mostra claramente que aquele projeto passou por uma etapa de criação e desenvolvimento de ideias.

Depois de mostrar o processo de criação manual aproveite para mostrar também a etapa de digitalização, utilizando algumas telas que mostrem etapas da vetorização. Isso mostra domínio técnico das ferramentas de edição gráfica além de reforçar a ideia de que o projeto passa por várias etapas e isso aumenta ainda mais a percepção de valor tida pelo seu cliente.

Finalize a apresentação do projeto mostrando mais uma vez o resultado final dele. Experimente mostrar, por exemplo, uma versão mais limpa e sem efeitos.

Criando o layout no seu site

Feito isso vamos ver como fazer então para exibir esse layout em nosso portfólio de forma fácil e prática. Como disse, vamos utilizar como exemplo a plataforma Wix que está acessível a qualquer designer ou outro profissional que queira ter um site bacana mas não tem muito domínio de web.

Acessando o site da Wix você vai se deparar com essa tela de início e ao clicar em “começar” você terá a opção de fazer login ou se cadastrar caso ainda não possua uma conta.

Faça o login na tela seguinte ou aproveite para se cadastrar, é rápido e bem simples.

Na tela seguinte você terá um painel completamente visual e que vai permitir a você gerenciar a criação de seu portfólio digital bem como a configuração geral do mesmo.

Como mostrado na imagem acima você pode clicar em “meus sites” e em seguida em “criar um novo site”, para dar início à criação do seu site como um todo – mas, obviamente que vamos focar aqui apenas na configuração do layout da apresentação do projeto.

Logo em seguida você pode escolher qual será o tipo de site que pretende criar. Dessa forma a plataforma da Wix já pode te sugerir uma série de layouts que podem servir como base para o início do seu projeto. No nosso caso vamos escolher o tipo “Portfólio e CV”.

Na tela seguinte você terá a opção de escolher se prefere que o Wix ADI crie um site para você ou se você mesmo vai fazer isso, aqui em nosso artigo vamos fazer nós mesmos o desenvolvimento do nosso site, então vamos para a opção do lado direito da tela para escolher um template para começar.

Em seguida vamos ter a nossa disposição vários templates dentro da proposta de portfólio. Vou escolher logo o primeiro pois isso basta para nosso projeto, mas ao criar o seu site personalizado não deixe de dar uma boa conferida em cada um dos templates disponíveis e ver qual é o que está mais próximo de representar seu estilo e seu trabalho.

Depois de escolher o template basta clicar em “editar esse site” e você então poderá começar a fazer todas as mudanças necessárias para deixar o template base com a sua cara.

Na tela seguinte você verá várias ferramentas que vão te permitir editar completamente o site. Para o template que escolhemos para esse artigo você verá uma imagem de cada projeto e estas farão a ligação para os detalhamentos do mesmo.

No menu lateral vamos clicar no primeiro ícone que vai nos permitir escolher qual das páginas do site nós iremos editar. Vamos clicar na página “projeto 01” para editar o primeiro projeto.

Vamos ser direcionados para a página que apresenta o primeiro projeto. Agora os próximos passos são bem simples, basta substituir as imagens do projeto do template pela imagem que você desenvolveu do seu projeto.

Ao clicar na imagem do projeto do template serão exibidas algumas opções de edição, vamos clicar em “alterar imagem” para fazer a substituição.

Na página seguinte você verá bem claramente o botão “substituir imagens”, após clicar nele só precisaremos localizar as imagens do nosso projeto e selecioná-las.

Com as imagens devidamente selecionadas basta agora ajustá-las corretamente ao template para que o layout fique coerente com o tamanho das imagens. Observe que você pode fazer isso simplesmente clicando e arrastando essas guias que ficam ao redor da imagem e da caixa onde ela se encontra.

Vou excluir essa caixa de texto que tinha do lado da imagem para ter mais espaço para ela, afinal de contas, as imagens apresentadas no layout conseguem representar bem tudo o que quero expressar sobre meu projeto.

Vou aproveitar para já mudar o nome exibido no topo do site e assim deixar ele com minha identificação. Ressalto mais uma vez que aqui estamos apenas fazendo uma demonstração básica e que o ideal é que você personalize completamente o template escolhido para que ele tenha a melhor personalização possível e fique mais de acordo com sua personalidade e as características do seu trabalho.

Com isso feito você então já pode ver como ficará basicamente o layout do nosso portfólio modelo. Observe como a imagem do nosso projeto já pode ser vista na página inicial e faz a ligação para a página que editamos e que contém os detalhes do projeto.

Muito bem, com isso finalizamos esse pequeno tutorial com algumas dicas que podem te ajudar a pensar melhor em como apresentar seu projeto em seu portfólio. Espero que te ajude e que com isso mais clientes possam vir ao seu encontro.

Ficou com alguma dúvida? Então fica a vontade pra deixar sua pergunta aí nos comentários.

Vou ficando por aqui, grande abraço e até a próxima.

 

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
O que é Escala de Valores?

O que é Escala de Valores?

Aprenda nesse artigo uma maneira fácil e eficiente de determinar e quantificar os valores de uma marca.
Quando mudar a identidade visual?

Quando mudar a identidade visual?

As empresas e profissionais que possuem uma identidade visual, cedo ou tarde vão se deparar com essa questão que a…
Os mascotes e as marcas - Parte 3

Os mascotes e as marcas - Parte 3

Continuando a sequência de artigos sobre mascotes listei aqui alguns ótimos exemplos de mascotes que já foram criados e que…
Será que todo designer precisa de uma marca gráfica?

Será que todo designer precisa de uma marca gráfica?

Nesse artigo gostaria de falar sobre um post que li certa vez e que me deparei com essa questão. Depois…
Fechar Menu