Quanto cobrar pela sua arte? Freelancer Toolkit #2

No vídeo de hoje você vai aprender a criar uma planilha para calcular o valor da sua hora, levando em consideração os seus custos com equipamentos e custos mensais.

Este tipo de tabela é muito importante para que você possa trabalhar a sua composição de preços de maneira eficiente e evite prejuízo.

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Este post tem 4 comentários

  1. Olá Liute Cristian!
    Agora que já sabemos calcular o custo hora, gostaria de saber como montar uma planilha para calcular o preço de venda de um produto que mando imprimir em uma gráfica parceira e depois entrego para meu clíente.
    Seria desta forma: M.O. de Criação, custo de produção e preço de venda do produto ( por exemplo cartão de visitas)

    1. EU estava planejando gravar um vídeo com uma pegada diferente, mas que falaria justamente sobre isso. Em linhas gerais é simples:
      1. Cobre o serviço de criação, com aprendemos a fazer aqui.
      2. Use o mesmo principio para o cartão, onde o custo de impressão do cartão para você é o CUSTO, e em cima disso, jogue o seu percentual de lucro.

  2. O problema de todos esses “modelos” de planilhas etc são as diferenças regionais no Brasil. O que se cobra em um determinado estado ou cidade, não pode ser o mesmo que em outro. Sem falar que uma das maiores dificuldades é convencer o cliente do valor, mesmo você fazendo uma arte “pica das galáxias” sempre vai ter aquele cliente que diz, por exemplo: “ah, 100 reais por uma logozinha pequena? que caro!”. Ou pior: “tem um amigo de um primo meu que mexe com corel e faz a mesma coisa por menos”. Entendes? Sem falar na questão da especialização, pra maioria que está começando não vai pegar cliente grande. Vai pegar aquele dono de padaria, aquela dona de salão, que não vai pagar o preço se você é especialista só em pré-impressos, por exemplo. Pra eles, se você só faz a arte e não entrega pronto, seu trabalho vale menos. Mesmo se vc se especializou só nessa parte.

    1. Não há relação da planilha em questão com questões regionais. Qualquer prestação de serviço ou venda de produto, independente de onde você vive, é baseada em custo. Nenhum negócio/produto existe ou sobrevive cobrando menos do que precisa para manter seus custos. Se você quiser estabelecer preço baseado nas diferenças regionais, deve olhar apenas para aquela célula ali onde pode especificar o seu percentual de lucro. No mais, a tabela é um referencial de custos, não de mercado.

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Affinity Photo #7 - Inserindo imagens stock

Affinity Photo #7 - Inserindo imagens stock

Você pode adicionar fotos e imagens rasterizadas adicionais à sua página como uma nova camada. As fotos e imagens inseridas…
Affinity Photo #6 - Incorporar documentos

Affinity Photo #6 - Incorporar documentos

A incorporação de documentos permite que você coloque qualquer documento do Affinity (Designer, Photo, etc.), Photoshop, Illustrator, Freehand, SVG, EPS…
Affinity Photo #5 - Criando novos documentos

Affinity Photo #5 - Criando novos documentos

Quando você cria seu novo documento, você especifica uma variedade de configurações de cores e dimensões de página em função…
Como encontrar novos clientes?

Como encontrar novos clientes?

Um dos principais problemas quando se trabalha como freelancer é a instabilidade, em um mês você pode estar trabalhando como…
Fechar Menu