Vamos aderir ao design thinking?

Design Thinking (DT) é a metodologia criativa dos designers aplicada ao mundo dos negócios, onde as soluções projetuais, tornam-se ferramentas estratégicas para que outros profissionais possam utilizá-las.

O designer possui novas visões acerca das múltiplas formas de solucionar os problemas, já que a inovação é vista como um elo evolutivo para compreender as dificuldades mais comuns no cotidiano das pessoas.

Nesse contexto o DT surge mostrando um pensamento centrado no ser humano, onde a qualidade de vida e o bem-estar são fatores primordiais para mudar de forma efetiva o mundo que nos cerca.

Pensar como um designer pode transformar a forma como você desenvolve produtos, serviços, processos – e mesmo estratégia – Tim Brown

O DT permite que as equipes multidisciplinares, formadas pelos mais diversos profissionais, criem soluções rentáveis, viáveis e desejáveis, observando as reais necessidades dos usuários, criando um ambiente de empatia para desenvolver as habilidades criativas que todos nós possuímos.

O que vemos em algumas empresas é desanimador, já que os responsáveis pela criação de produtos e serviços costumam se basear em dados estatísticos ou análises qualitativas sobre o comportamento do consumidor.

Na metodologia trazida pelo design thinking, essa forma de investigar o publico é bem diferente, baseia-se em gerar possíveis alternativas, adentrando em seu dia a dia para conhecer suas expectativas e percepções. A partir dessa analise são gerados os insights-descobertas que surgem ao longo do processo de observação.

Mas como funciona na prática?

O processo do DT engloba 3 etapas principais: imersão, ideação e prototipação. Vamos entender como cada etapa funciona de forma sintetizada.

Imersão

Essa é a fase inicial do projeto, onde a equipe irá identificar, através da observação, quais obstáculos devem ser resolvidos, em seguida, classificar as informações coletadas em 2 etapas.

Imersão preliminar

É o primeiro contato com o problema e a junção de várias ideias e informações, levam-se em consideração as particularidades tanto das empresas quanto dos clientes.

Imersão em profundidade

É uma etapa mais densa, mapeia-se o comportamento do usuário, interagindo com ele para entender a fundo seu ponto de vista. Quando esta etapa é finalizada o próximo passo é realizar uma análise e síntese das informações reunidas, organizamos os insights para entender as perspectivas que envolvem os conflitos.

Ideação

A chamada fase tempestade de ideias (o famoso brainstorming) é uma ferramenta que permite a equipe, estimular a criatividade para gerar soluções. Neste momento é muito importante trabalhar com profissionais de diversas áreas, que agregarão maneiras diferentes de pensar e agir.

Dessa forma as abordagens serão cada vez mais inovadoras e com diferentes parâmetros, onde o trabalho colaborativo atua como fonte de valorização das pessoas.

O brainstorming não é necessariamente a melhor técnica para gerar ideias e não pode ser incorporado à estrutura de todas as organizações. Mas demonstra seu valor quando a meta é abrir uma ampla variedade de ideias. Outras abordagens são importantes para fazer escolhas, mas não há nada melhor do que uma boa sessão de brainstorming para criá-las – Tim Brown.

Prototipação

Os protótipos são simulações de ideias, onde podemos identificar os pontos fortes e fracos do projeto. A experimentação é uma etapa fundamental para nos aproximarmos dos conceitos que foram explorados, tornando os esboços inicias em ideias tangíveis.

Da mesma forma que pode acelerar um projeto, a prototipagem permite a exploração de muitas ideias paralelamente. Os protótipos iniciais devem ser rápidos, rudimentares e baratos. Quanto maior for o investimento em uma ideia, mais as pessoas se apegam a ela – Tim Brown.

Vamos aderir ao design thinking?

Vimos que o DT pode ser colocado em prática em vários segmentos empresariais e até mesmo no dia a dia de qualquer pessoa que trabalha com projetos, seja você designer ou não, essa metodologia auxilia bastante na obtenção de escolhas que levarão mais tarde a tomada de decisões importantes.

Vamos usar nossa capacidade criativa, unindo os métodos e processos do DT para alcançar novos resultados e interagir cada vez mais com público, dessa forma suas chances de sucesso no enfrentamento dos desafios serão maiores. Deixo aqui mais uma citação do autor Tim Brown para refletirmos sobre o papel do design em nossa sociedade.

O design tem o poder de enriquecer nossa vida envolvendo nossas emoções por meio de imagens, formas, texturas, cores, sons e aromas[…]. A natureza intrinsecamente centrada no ser humano do design thinking aponta para o próximo passo: podemos utilizar nossa empatia e conhecimento das pessoas para projetar experiências que criem oportunidades para o envolvimento e participação ativa. – Tim Brown.

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Resgatando cores com Affinity Photo

Resgatando cores com Affinity Photo

A persona revelar permite fazer a pós-produção de imagens de maneira eficiente resgatando detalhes para resultados incríveis.
Tudo sobre o app Creative Cloud

Tudo sobre o app Creative Cloud

Vamos explorar cada menu e opção do hub de gerenciamento de aplicativos da Adobe.
Como fazer um cartão personalizado

Como fazer um cartão personalizado

Aprenda nesse tutorial como criar um cartão personalizado de forma fácil.
Como organizar seu desktop?

Como organizar seu desktop?

Você já viu uma tela de computador lotada de atalhos e arquivos formando uma verdadeira bagunça visual que não dá…
Fechar Menu