Produção Gráfica #17 – Separação de cores

Para reproduzir cores e imagens de tons contínuos, as impressoras geralmente separam o trabalho artístico em quatro chapas (chamadas de cores de processo): uma chapa para cada uma das partes de ciano, magenta, amarelo e preto da imagem.

Você também pode incluir tintas personalizadas (chamadas cores especiais). Nesse caso, uma chapa separada é criada para cada cor especial. Quando recebem a tinta da cor apropriada e são impressas em registro umas com as outras, essas cores se combinam para reproduzir o trabalho artístico original.

Impressão em separação ©Shutterstock
Impressão em separação ©Shutterstock

O processo de dividir a imagem em duas ou mais cores é denominado separação de cores, e os filmes dos quais as chapas são criadas se chamam separações.

Desde os anos 90, esse processo é realizado automaticamente, por meio dos próprios aplicativos gráficos. Antes do emprego da plataforma informatizada, os procedimentos eram fotográficos, com o uso de filtros coloridos, durante a preparação dos fotolitos.

Para que você possa entender melhor como funciona uma separação, vamos usar como exemplo a figura abaixo, onde o designer utilizou as ferramentas de preenchimento do seu aplicativo para preencher estes três quadrados com a seguinte escala: C: 30 M: 100 Y: 100 K:0, o que em termos diretos seria 30% de ciano, 100% de magenta, 100% de amarelo e 0% de preto.

Separação 1

Quando os fotolitos ou as chapas forem geradas com a separação de cores, e quando for realizada a impressão, cada folha de papel receberá as três impressões com as cores Ciano, Magenta e Amarelo, além do Preto, que está presente apenas na barra na parte de cima da imagem.

30% de ciano na primeira chapa
30% de ciano na primeira chapa
100% de magenta na segunda chapa
100% de magenta na segunda chapa
100% de amarelo na terceira chapa
100% de amarelo na terceira chapa
O preto aparece em 100% apenas na barra superior da ilustração
O preto aparece em 100% apenas na barra superior da ilustração

Os pontos se encontrarão, formando o vermelho-amarronzado desejado pelo designer quando for observado pelo leitor por meio da mistura ótica.

A separação de cores pode ser realizada por qualquer dos aplicativos gráficos que os designers utilizam em seu dia-a-dia. Na maioria desses aplicativos, esse comando se encontra nas caixas de diálogo dos comandos de impressão.

Até mesmo um usuário comum pode visualizar as separações de cores, sejam elas cores de escala (que darão origem aos quatro fotolitos das cores de seleção CMYK) ou cores especiais, como vimos no último post.

É claro que isto se trata de uma simulação, visto que para a efetiva saída das chapas ou fotolitos, seria necessário dispor de aplicativos e equipamento de alta resolução, os quais são encontrados em gráficas ou bureaus de geração de CtP.

Para entender como esta separação de cores é representada em cada chapa, você pode dar uma revisada no post sobre fotolito e fotogravura, e no post retícula, meio tom e traço.

Você pode clicar aqui para visualizar todos os posts da séria Produção gráfica.

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Resgatando cores com Affinity Photo

Resgatando cores com Affinity Photo

A persona revelar permite fazer a pós-produção de imagens de maneira eficiente resgatando detalhes para resultados incríveis.
Tudo sobre o app Creative Cloud

Tudo sobre o app Creative Cloud

Vamos explorar cada menu e opção do hub de gerenciamento de aplicativos da Adobe.
Como fazer um cartão personalizado

Como fazer um cartão personalizado

Aprenda nesse tutorial como criar um cartão personalizado de forma fácil.
Como organizar seu desktop?

Como organizar seu desktop?

Você já viu uma tela de computador lotada de atalhos e arquivos formando uma verdadeira bagunça visual que não dá…
Fechar Menu