Gráficas que não cobram a arte – VídeoCast #11

Depois de gravar e regravar este vídeo várias vezes, eu decidi publicá-lo. Mesmo que o resultado não tenha ficado dos melhores, eu acho válido levantar o questionamento e convidá-los para conversar sobre o assunto.

Gráficas que não cobram pelo serviço criativo deixam de obter uma fatia muito grande de faturamento de um mercado que tem futuro promissor, e que precisa ser explorado. Além disso, a negligência na profissionalização de seus empregados, falta de investimentos e o uso de recursos piratas ou “grátis” acabam tornando o processo ainda mais difícil.

Com a justificativa de que o mercado concorrente pode inviabilizar a prática, a entrega de projetos gráficos como “brindes” por estabelecimentos gráficos e de comunicação visual é muito comum, e acaba prejudicando não só o fornecedor, mas o mercado como um todo, já que nivela por baixo o mercado de design gráfico que é ocupado por profissionais freelancers dedicados exclusivamente na prestação do serviço.

Além disso, o resultado obtido com projetos gráficos gratuitos, na maioria das vezes, é péssimo, além de passar a falsa impressão ao cliente de que design gráfico é algo que “não vale a pena se pagar”.

E você, cobra a arte do seu cliente?

Você entrega a arte a este cliente quando ele solicita?

Qual é o seu posicionamento a respeito?

Comenta aí!

Não deixe de visitar e se inscrever no canal do Clube do Designs no YouTube.

Compartilhe este artigo:

Este post tem 11 comentários

  1. Infelizmente o setor gráfico atualmente não passa por um bom momento e sinceramente não vejo perspectivas melhores, o mercado que atende pequenas e médias empresas lida com uma prostituição de preço nunca vista antes, clientes brigam por centavos, você entrega um orçamento, o cliente corre em outro fornecedor, daí ele volta, resumindo, nos últimos anos, com todos os acréscimos de custos que houveram, coube a gráfica arcar com tudo, ou seja, margem caiu drasticamente. Hoje por mais que você argumente que seu prazo de entrega é bom, que vc facilita o pagamento, que vc faz até estoque e guarda para o cliente dentro da própria gráfica, esquece, tudo se resume a custo unitário, simples assim, o cliente em si, que em sua maioria acaba sendo leigo, está pouco importando se o seu papel é melhor, se seu atendimento é melhor, se sua impressão é melhor, tudo o que ele é quer é reduzir custos…….e fica com o trabalho quem vender mais barato……sinceramente, tenho pena de quem é dono de gráfica hoje em dia, salvem os grandes nomes do mercado e olha lá ainda. Agora sobre gráfica oferecer arte, com toda sinceridade, cliente que busca arte em gráfica, em sua maioria, são casos onde quem busca, não tem noção real do que é marketing, design, planejamento estratégico, é visível a diferença grotesca de uma arte produzida em gráfica e outra com um bom designer, são mundos totalmente diferentes, só que nunca coisa eu concordo plenamente, gráfica que dá arte de graça tá perdendo a chance de ganhar com isso, simples assim, é um tiro que sai pela culatra……

  2. Cara, tenho um escritório de serviços gráficos e cobro a arte de acordo com o tipo de cliente, se ele quer uma coisa básica, pronto, faço uma coisa básica e cobro um valor bem baixo mesmo, agora se o cliente quer algo mais trabalhado e entende que o que ele quer não é tão simples como ele pensa, ai sim cobro o correto e justo. Cada um trabalha em um mercado e realidade diferente, achei esse seu vídeo bacana, porém não condiz com a realidade de muita gente!

  3. Olá Liute! curto muito o seu trabalho e venho te acompanhando a um bom tempo.
    Gostaria de pedir um norte a você já que esta na carreira a bastante tempo e pesquisa muito sobre o mesmo.
    Trabalhei 3 anos como arte finalista em uma grafica e um ano como freelancer, meu irmão tem cerca de mais de 5 anos de impressor em offiset, estamos com a ideia de abrir uma grafica ja que é isso que entendemos e temos uma experiencia melhor, o que acha dessa ideia de abrir uma grafica em 2017, estamos com um pouco de medo pois com muitos trabalhos digitais não haver demanda suficiente para manter o negocio. O que acha desta ideia.
    Grande abraço!
    e que Deus abençoe você!!!

    1. Oi Henrique, tudo bem?
      Infelizmente eu não poderia te dizer se é uma boa ideia primeiro por não ter experiência como gestor de uma gráfica. Eu fui arte-finalista por oito anos mas nunca tive interesse em abrir um estabelecimento do tipo, na verdade, não saberia nem por onde começar. Depois, é necessário ter visão sobre o seu mercado local, é necessário, para abrir qualquer negócio, fazer um plano de negócios que avalie o mercado, a lucratividade, o investimento e o retorno sobre este investimento. Eu recomendo que você procure o SESI da sua região ou outro órgão que ofereça consultoria de negócios e solicite uma consultoria.
      Começar um negócio, hoje em dia, não depende apenas de vontade, ainda mais com o mercado do jeito que está.
      Eu conheço um amigo que tem ampla experiência nesta área, e que talvez possa te ajudar. Dá um avisita no blog cardquali.com e procura pelo meu amigo Paulo. Ele certamente saberá te dar um norte.
      Um abraço!

      1. Muito obrigado mesmo!

  4. Boa tarde! Tenho uma loja gráfica e de impressão digital e essa tem sido a minha maior dificuldade… Por conta dos concorrentes e a desvalorização da arte final tem sido um pouco difícil cobrar a arte final dos clientes, o que tenho feito são as arte sem custo, mas não passo a arte para o cliente, caso ele queira a arte para imprimir o pedido em outro lugar eu faço a cobrança da criação / arte final e assim geralmente os clientes pagam. Mas concordo que o ideal seria fazer a distinção de uma e outra coisa, assim mesmo que o cliente não volte mais a imprimir comigo pelo menos o valor da arte final (tempo empenhado, etc), seriam recuperados. Mas como nosso ramo é uma caixinha de surpresas e temos que manter a empresa, vou fazendo conforme dá. Mas vou sim começar a implementar as dicas que foram passadas no vídeo….

    At. Rodrigo Martins

    1. Oi Rodrigo, eu te entendo, mas temos que ter coragem e também oferecer algum diferencial para nossos clientes, principalmente em qualidade, aí sim podemos explorar o mercado com mais confiança.
      Um abraço!

  5. Cara, gostei muito do seu video, concordo plenamente com o que você disse sobre cobrar a arte e é exatamente o que eu faço. Trabalhei em uma empresa que a are era cobrada porém muito baixo o preço e achei muio injusto, almentei os valores junto é claro com a qualidade, no começo tive problemas mas depois a coisa andou. Trabalho na área já faz alguns anos, e para ninguém ficar falando que não tinha formação, acabei fazendo faculdade de designer gráfico, na faculdade eu via alguns absurdos de professores que ensinavam coisas muito fora da realidade do mercado e eu acabava me intrometendo um pouco no assunto, com educação é claro e explicava o meu ponto de vista como profissional atuante e não apenas técnico. Jamais faço arte de graça, isso porque quando desenvolvo um logotipo eu como desenhista também gosto de esboçar as idéias primeiro a lápide e depois vou para o pc reforçar o conceito. Muito bom o seu vídeo, olhei por acaso no facebook compartilhado e acabei me interessando em assistir.
    Um grande abraço.

    1. Valeu Walter, muito obrigado por dar o feedback e contar um pouco da tua experiência.
      Um abraço!

  6. Olá Liute, tudo bem?
    Desde que acompanhei sua vídeo aula ensinando a fazer a agenda permanente no corel, estou com muita dificuldade para fazer o arquivo. Meu corel x6 está com um erro e eu não consigo resolver. Quando eu escrevo qualquer coisa no documento e clico fora para posicionar e editar o texto, este muda de cor ficando somente com um contorno azul, como se fosse um link…e quando clico na palavra, ela volta a aparecer a cor que escolhi. Junto a isso, não consigo importar imagens para o meu documento pois aparece uma mensagem dizendo que o comando não é aceito….e para piorar, quando eu coloco para salvar o arquivo, nada do que fiz aparece no PDF, o documento salva em branco sempre que acontece esses erros que te falei. De 10 tentativas que de fazer um documento, 9 acontece esse erro que está me deixando louca. Já desinstalei e reinstalei o programa mais de 20x e continua com este mesmo erro. Você saberia me ajudar? Quero muito fazer uma agenda para mim mas não consigo de jeito nenhum.

    1. Segure a tecla F8 enquanto o aplicativo estiver abrindo. Assim você irá redefinir para os padrões de instalação. Veja se resolve.

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Quais os materiais básicos para começar a praticar caligrafia?

Quais os materiais básicos para começar a praticar caligrafia?

Para quem está começando a estudar caligrafia uma das primeiras dúvidas que surgem é “que materiais eu devo utilizar para…
Affinity Photo #2 - Introdução as personas

Affinity Photo #2 - Introdução as personas

Pense nas Personas como formas diferentes de trabalho no Affinity Photo. Se você quiser trabalhar puramente com ferramentas de edição…
Windows fechando aplicativos imediatamente depois de abertos

Windows fechando aplicativos imediatamente depois de abertos

Um problema que enfrentei e que me tirou do sério nos últimos dias foi este: eu abria o Affinity Photo…
Affinity Photo #1 - O que é o Affinity Photo

Affinity Photo #1 - O que é o Affinity Photo

O Affinity Photo traz um novo começo para a edição de imagens para fotógrafos profissionais, retocadores e artistas conceituais. Com…
Fechar Menu