Conheça os tipos de papel para design gráfico

Dominar as técnicas de produção, conhecer bem as linguagens gráficas, entender a composição, ter cuidado com a tipografia, saber usar as cores, ser criativo, conseguir hierarquizar e dispor o conteúdo com harmonia – todas essas são algumas das habilidades fundamentais para um bom designer gráfico. Porém, um ponto muito importante da produção gráfica é por vezes esquecido, o que pode causar muita dor de cabeça: os tipos de papéis e suas utilidades. Nesse post você vai descobrir mais sobre as propriedades das principais variedades de papel e seus usos mais indicados.

Primeiro, é preciso esclarecer os critérios que dividem os papéis. Eles podem ser segmentados por peso, formato, cor e textura. O peso, ou gramatura, geralmente varia entre 50 a 350 gramas. Quanto maior a gramatura, mais pesado, caro e menos maleável o papel será. A gramatura também influencia a opacidade (transparência) do papel. Para produções como folders – que precisam ser firmes e muitas vezes possuem impressão frente e verso – um papel com grande gramatura é o mais indicado.

O formato se refere ao tamanho do papel, suas medidas de largura e altura. Aí se dividem papéis em formato comercial, como A4, A3 etc, e formatos gráficos, que possuem maior variação de tamanho, como 46cm de altura x 34cm de largura, 46cm de altura x 32cm de largura, 660mm x 960mm, 330mm x 480mm, e tantos outros. Esse item interfere diretamente na qualidade da produção final e no orçamento da mesma. Escolher o tamanho errado – muitas vezes pensando no formato comercial ao invés do gráfico, o que é um equívoco – pode acarretar em um número de folhas e impressões maior do que o que seria necessário, além de perda de qualidade no produto final.

Equipamento gráfico com papel ©Shutterstock
Equipamento gráfico com papel ©Shutterstock

Apesar de na maioria dos casos a cor do papel utilizado ser branca, optar por um papel colorido pode trazer benefícios para a finalização da produção gráfica. Além de diminuir os custos da impressão – por causa da economia de tinta -, utilizar papel colorido na produção gráfica dá mais opções criativas e diferenciadas para a peça.

Por fim, a textura aborda o aspecto do papel, a sua superfície. Ela pode ser granulada, acetinada, ondulada, lisa, telada, entre tantas outras. Assim como a cor mais utilizada é a branca, a textura mais utilizada é a lisa. Também como no caso das cores, texturas diferenciadas podem ser utilizadas de forma criativa para dar singularidade e um toque especial ao projeto gráfico – porém são contra-indicadas para impressões que necessitam de muitos detalhes e alta definição e nitidez.

Os tipos de papéis mais usados

Couchê: É um dos tipos mais usados devido à sua qualidade e custo x benefício. Possui duas variações: o couchê brilho, que, como define o nome, apresenta brilho na área que receberá tinta; e o couchê fosco, que não traz brilho, mas é mais barato, resistente e demanda menos tempo para que a tinta seque. É utilizado principalmente em panfletos, fyers, encartes, cartazes e cartões de visita.

Off-set: É um dos mais utilizados, juntamente com o couchê. Possui textura uniforme e fosca e cor branca. É uma das opções mais escolhidas devido ao seu baixo preço, forte resistência a umidade e grande qualidade de impressão, mantendo as cores vivas e brilhosas. Sua utilização é focada em revistas, livros e folhetos.

Bouffant: feito com pasta química branqueada, é um tipo de papel bem encorpado, leve, fofo, áspero e bastante absorvente. É utilizado primordialmente na impressão de livros.

Manuseando impresso ©Shutterstock
Manuseando impresso ©Shutterstock

Reciclato: É um papel off-set reciclado, que possui boa qualidade e textura única. Por isso, é utilizado em trabalhos que buscam um aspecto diferenciado, como cartões de visita, devido ao seu aspecto de papel reciclado. É também utilizado principalmente em folders, tags, pastas, flyers, cartazes e papel timbrado.

Duplex: É o famoso papelão, composto por duas camadas de papel, uma branca com textura lisa e acetinada, e a outra uma pasta não branca – o que dá ao papel duplex o aspecto de tom amarronzado. É usado em calendários, caixas, sacolas e embalagens, entre outros.

Supremo: Como o próprio nome pode sugerir, é um papel que possui muita qualidade, sendo escolhido por quem busca excelência na impressão. Devido a sua superfície altamente lisa e com semi brilho, é utilizado principalmente em marcadores de páginas, cartões de visita, imãs e calendários de bolso.

Este artigo é uma contribuição da Acesso Shop, o e-commerce da Marroliver Suprimentos de Informática Ltda, que desde 2002 fornece as melhores soluções para suprimentos de informática com os melhores preços e diferenciais para Toner, Kit de Manutenção, Cilindros, Fusores e toda a gama de suprimentos para sua impressora.

Compartilhe este artigo:

Este post tem 5 comentários

  1. Artigo show !

  2. Muito bom o artigo parabéns.. Só 1 correção… O papel reciclato não é considerado ulum papel reciclado. Reciclato é o nome que a empresa fabricante colocou para designar a linha de papéis. Ele não consiste de um papel reciclado …

    E também para acrescentar existe os papéis especiais da arjowiggins que são muito conhecidos na área de design, em especial a color plus.

  3. Excelente artigo.
    Gostei porque ele exemplifica o tipo de material que pode ser impresso em cada material, ouvi falar em um papel chamo “mate ou malte” não sei direito como se chama, tive o prazer de fazer algumas impressões nele, não sei se é o ideal mas gostei muito dele para imprimir folder e flyers o acabamento é incrível.
    Espero mais materias desse tipo em especial se falar sobre equipamentos de impressão de pequeno porte, por exemplo off-set de mesa e as impressoras da linha Pro X da HP.

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
10 dicas para criar ícones impressionantes

10 dicas para criar ícones impressionantes

Hoje, vou falar um pouco sobre o design de ícones a partir de uma perspectiva mais geral. Vou compartilhar com vocês…
Criatividade – Como pensar fora da caixa?

Criatividade – Como pensar fora da caixa?

A criatividade com certeza é a matéria prima de todo bom projeto de design, é ela que estamos buscando constantemente…
Novidades para 2019 do Clube do Design

Novidades para 2019 do Clube do Design

O Clube do Design trás novidades que reforçam o nosso interesse em te ajudar a descobrir a sua profissão criativa.…
Como calcular tamanho de impressão, resolução de imagem e resolução de saída

Como calcular tamanho de impressão, resolução de imagem e resolução de saída

Quantos pixels deve ter uma imagem que vai ser impressa com 10cm a 300dpi de resolução? Tenho uma imagem de…
Fechar Menu