O designer precisa saber desenhar?

Nos primórdios de nossa profissão dominar as técnicas de desenho e representação artística era algo obrigatório, hoje em dia porém com o avanço tecnológico esse cenário acabou mudando um pouco. Mas saber desenhar a mão faz alguma diferença em minha formação como designer?

A muito tempo encontro em blogs e sites pela internet artigos que levantam essa questão, eu porém nunca expressei a minha opinião sobre esse assunto, pelo menos não através de um artigo dedicado exclusivamente a esse assunto.

Porém acredito que não há fase melhor na minha vida para fazer isso uma vez que estou focando o meu trabalho no design gráfico utilizando ilustrações e outras técnicas a mão livre ao mesmo tempo em que preparo um curso de desenho voltado para designers e profissionais de áreas afins.

Uma quantidade significativa de e-mails que recebo no meu blog pessoal é justamente perguntando se para cursar design o aluno precisa saber desenhar. Esse assunto já se mostrou então como sendo uma das principais dores de cabeça de aspirantes a designer e até mesmo profissionais.

Young Boy Coloring

No ambiente acadêmico a coisa não é diferente, muitos alunos se julgam sem aptidão para o design justamente por não possuirem habilidades de desenho a mão livre. O desespero desses estudantes só aumenta à medida em que percebem que existem outros alunos em suas turmas que se destacam por terem um grande talento para desenho, pintura etc.

Todos os professores que conheci até hoje, principalmente aqueles que vem de uma escola mais tradicional no design, são unânimes em dizer que é obrigatório para um designer saber representar seus projetos e ideias através de desenhos e scketchs.

Eles pensam dessa forma por terem sua formação iniciada em uma época onde os softwares de design que temos hoje nem existiam ou não eram tão utilizados, são de uma época onde saber desenhar era requisito obrigatório para ser chamado de designer.

Na atualidade porém com as novas tecnologias de computação gráfica saber desenhar à mão parece ser algo que aos poucos foi sendo deixado de lado em especial por estudantes que viram nessas tecnologias uma forma de adentrar no universo do design sem ter que saber desenhar muito bem, em alguns casos sem ter que saber desenhar nada.

É justamente nesse ponto que surge o principal “vilão” de nossa profissão: o micreiro. Em parte a culpa do surgimento desse personágem é nossa, de todos nós que fugimos do desenho à mão livre com a desculpa de que design é mais do que um belo desenho e blá blá blá, mas isso já é assunto pra um outro artigo.

Sei que é difícil para muitos designers aceitarem isso mas todo designer precisa saber desenhar, se não fosse necessário não existiriam disciplinas na grade curricular dos cursos de design que visam o aprendizado e desenvolvimento de habilidades de desenho e representação gráfica.

Teenage (16-17) girl drawing in sketch book

A grande realidade de nossa profissão é que muitos “profissionais” se escondem atrás dos recursos da computação para fazer seus trabalhos e nem sequer esboçaram uma única linha de seu projeto no papel e depois quando o cliente olha e diz que tem um sobrinho que pode fazer aquilo o designer tem um “chilique”.

Eu sei o que você vai dizer: “ah mas tem muito designer que é muito bom e não sabe desenhar!”. Pode até ser, embora eu não acredite, que existam bons profissionais que não sabem desenhar nadinha, porém esses são os que acabam por cair na massa de profissionais de criação que utilizam apenas suas habilidades em software para representar seus projetos, você quer estar entre esses?

Cada vez mais percebo que é preciso diferenciar o seu trabalho dos demais profissionais que estão espalhados por aí e as habilidades com desenho são uma excelente ferramenta para que você consiga se destacar de todos os outros concorrentes que podem fazer um trabalho semelhante e até melhor que o seu.

É verdade que você pode ser um bom profissional sem necessariamente saber desenhar, ainda mais hoje em dia com tantos recursos tecnológicos espalhados por aí, porém será preciso ainda mais esforço para elevar o seu trabalho a um alto padrão de qualidade para que possa se destacar dos demais.

Meu conselho a todos é que paremos de fugir do desenho à mão livre e passemos a praticar, estudar e utilizar essa habilidade na elaboração de nossos projetos e entendamos de uma vez por todas que software é ferramenta de finalização e não de criação.

Espero que tenham gostado do artigo e espero que ninguém tenha ficado magoado com o que eu disse, não esqueça que esse artigo reflete apenas a minha opinião sobre o assunto e não é uma verdade absoluta afinal de contas eu não sou o dono da verdade.

Você tem uma opinião diferente sobre esse tema? Então compartilha com a gente aí nos comentários. Um abraço e até o próximo post.

Compartilhe este artigo:

Este post tem 0 comentários

  1. “Software é ferramenta de finalização e não de criação”. Cara, da onde vc tirou esse absurdo? Eu sou designer e não crio no papel mas sim direto no software. Já passei por situações onde criei no papel antes, mas isso não é regra. E outra coisa: designer tem que saber desenhar sim, mas onde ele vai desenhar é problema dele! Ou seja, se no papel ou no pc, isso não importa. Desenho é desenho e ponto. Eu sou muito melhor puxando linhas do que usando lápis e papel, é o meu jeito de desenhar. Acho que a ferramenta é o que menos importa. Isso de que designer tem que saber desenhar no papel é coisa de mente que não se atualiza. É a mesma coisa que alguém dizer que os produtos que são fabricados por máquinas nos dias de hoje não são produtos, simplesmente porque não foram feitos a mão como antigamente. Designer é designer na forma como souber se expressar melhor, seja no papel e caneta, na tinta, no mouse ou no que for. Essa é minha opinião.

  2. Quando criança e parte da adolescência sempre gostei de criar, desenhos, cartões de aniversário, quando parei de desenhar, lá pelos 15 anos, conseguia fazer cópias perfeitas, porém, tinha grande dificuldade em imaginar algo e passar para o papel, isso me frustrou, na época não tinha acesso aos materiais que hoje estão disponíveis para qualquer pessoa interessada. Hoje, com 33 anos, pretendo ingressar em uma faculdade da área de desing de produto, porém, não consigo me imaginar fazendo isso sem antes “desenferrujar” e práticar desenho no papel.

  3. Acho que saber desenhar é um diferencial positivo, igual a certos empregos que pedem dominio do inglês, ainda mais desenhar tipografia

    1. Valeu pelo comentário @disqus_X24e8Dj7Ua:disqus

  4. Tenho o desejo de cursar na faculdade em Design projeto de Produtos, eu quero é aprender a desenhar a mão rsrsrs

    Quando eu conseguir um emprego quero comprar uma mesa digitalizadora pra aprender a desenhar praticando sozinho, melhor do que ficar jogando fora monte de papéis e enchendo o lixo. Mesa digitalizadora é top.

    Quero após minha formação se avançar mais fazer bacharelado, mestrado, doutorado, graduação e pós graduação. Desejo entrar em empresas grandes de fábrica de caminhões, carros, trens, ônibus. Sempre tenho ideias de modelos de ônibus, de caminhões, de carros de trens e até de outros produtos para uso infantil, mas não sei desenhar e por em prática minhas ideias.

    Adoro design, procuro aprender desenho realista mas como to desempregado comprar aquele monte de materiais, lápis de cores e lápis de várias marcas não conseguirei, sem dinheiro não tem como.

    Procuro na net para começar com lápis 6b e 0.8mm mas não acho site bom que ensine passo a passo. 🙁

  5. Tenho muita habilidade com software e muito pouca ou quase nada a mão livre, mas estou correndo atras desse ponto que me falta porque a cada dia que passa percebo que para fazer um bom trabalho precisamos fazer um bom esboço no papel, a criação no papel é essencial. Acredito sim, que todo designer tem que saber desenhar e quem não saber tem que começar a encarar isso como um aperfeiçoamento profissional. Toda profissão requer um requisito, claro que desenhar bem não é só talento, também pode ser desenvolvido desde que a pessoa se dedique. No fim tudo tem um preço, nem sempre dinheiro, mas sim, dedicar-se a aprender algo e sair da zona de conforto.

    1. E aí @ailton_sousa:disqus tudo bom? Também acredito que devemos sempre buscar melhorar em áreas que não somos tão fortes especialmente nas habilidades manuais que acabam por ser um excelente diferencial hoje em dia. Valeu por comentar, abraço.

  6. Concordo com algumas coisas, mas discordo que saber desenhar seja uma obrigatoriedade. Eu sempre desenhei quando criança, continuei quando adolescente. Mas no momento em que comecei a trabalhar em uma agência de websites com 16 anos, redirecionei o meu foco. Pra mim, o desenho sempre foi uma das ferramentas que utilizo durante o processo de criação.

    Já trabalhei com editorial (ainda trabalho de vez em quando), e sinceramente, não vejo muita utilidade para o desenho da forma como é colocado no post de forma generalizada.

    1. Olá @matheusgoularte:disqus realmente pode ser que em algumas áreas do design a habilidade de desenho pode não ser um grande diferencial, estou pensando em escrever um novo artigo dessa vez sendo mais específico. Desculpe a demora em responder, obrigado por comentar. Grande abraço.

  7. Representar ideias de forma visual ou conseguir transformar suas ideias em algo que possa ser visualmente construído é uma coisa. Desenhar é outra. A primeira é essencial para o designer, a segunda não. Você não deveria ser tão generalista na sua opinião, isso amedronta um monte de gente iniciante. Mas entendo que esse é seu ponto de vista.

    1. concordo plenamente contigo.

    2. Opa, tudo bom @rodrigo_gondim:disqus ? Existem algumas vantagens em saber desenhar e estou planejando um novo artigo sobre esse tema, mas obrigado por compartilhar seu ponto de vista e valeu por comentar. Abraço.

    3. Pois é, vim ler e só me deu tristeza. Infelizmente não nasci com o dom de desenhar, mas quero ingressar na área. Mas o cara falou com tanto desprezo que fiquei até mal. Mas vou desistir não

      1. Fica assim não Carol, eu também li e fiquei triste no começo, nunca desenhei nada na vida e também resolvi pesquisar sobre essa dúvida. Creio que a proposta de um curso de design seja ensinar, ajudar o seu talento a aflorar, e não funcionar como um clube de pessoas que desenham bem. Uma coisa que acho importante é ter bom gosto, ter uma visão crítica, enxergar vários pontos de vista, ser uma pessoa que consegue enxergar e analisar o design. Alguns terão mais talento e outros menos, mas isso não quer dizer que não tenha nenhum. Sucesso é conseguir ter o que quer, felicidade é desejar o que tem.

  8. Durante a graduação eu tive muitos companheiros de faculdade que diziam “nada cara.. agora tem software e desenho no papel vai se acabar(…)”. Eles passaram a maior parte da graduação dedicando horas em softwares… e hoje, a maioria deles se encontra trabalhando em outras áreas ou como prestadores de serviços de de finalização. E dentre estes, alguns voltaram à academia, seja como mestrandos ou como professores…

    1. Pois é @felipewojcikiewicz:disqus as vezes acontece isso mesmo. A grande vantagem que vejo hoje em dia em possuir as habilidades de desenho manual (juntamente com a habilidade em desenho digital) é que isso se torna um grande diferencial do seu trabalho, o domínio de técnicas manuais de desenho, quando aliado aos softwares, não é visto como atraso mas sim como valor agregado ao processo criativo. Valeu por comentar.

  9. Faltou contemplar um fato sobre a habilidade de desenhar: não é um talento nato e sim uma habilidade adquirida através da prática. QUALQUER UM é capaz de desenhar não importa o quão ruim seja atualmente. O designer precisa saber desenhar SIM. E não me refiro só a ilustração como na foto que tem no post, mas outras técnicas, principalmente o saber rascunhar e criar protótipos ou então a caligrafia.

    Se tem alguém desanimado por achar que desenhar é loteria, uns sabem e outros não, recomendo o livro Desenhando com o Lado Direito do Cérebro de Betty Edwards. Tiro e queda.

    1. Isso é verdade @vcoelho:disqus , a habilidade de desenhar pode ser aprendida por qualquer um que esteja disposto a se dedicar. Obrigado por contribuir com seu comentário. Abraço.

    2. Exatamente, vcoelho! Algumas características podem ser natas… porém a habilidade e o estilo são desenvolvidos com o tempo e através de muita prática. Logicamente que alguns conseguem desenvolver as habilidades com mais facilidade e desenvoltura que outros… e aos que tem mais dificuldades cabe ainda mais esforço e persistência!

    3. Muito obrigado mesmo pelo seu comentário. Estou lendo o livro e está abrindo minha mente não só para desenho, mas em uma analise geral de como observar.
      Em contraste, o conteúdo da página é muito desmotivante.

  10. oi Rafael, quando sai o “curso de desenho voltado para designers e profissionais de áreas afins.” Tenho interesse, abraço.

    1. Olá @rosembergveras:disqus foi até interessante você ter perguntado pois estava quase nesse exato momento vendo essa questão da data de lançamento. Estou apenas alinhando algumas coisas com o Guilherme Dantas do Designerd que é um dos nossos parceiros nesse lançamento e estamos ajustando algumas ações conjuntas. Mas adianto que logo após o carnaval essas ações já se iniciarão e o lançamento do curso já será por esse período ok? Obrigado por perguntar. Grande abraço.

      1. Obrigado. Eu já tinha essa neura com desenhar, pq sou péssimo… ai vc me joga do abismo com esse texto que escreveu… kkkkkkk
        Há esperança pra mim? Não desenho quase nada… mas trabaho com ps, ai, crd, etc há um bom tempo e já fiz algumas poucas coisas legais, mas acredito que o desenho irá contribuir na parte criativa, fora que acho terapêutico, enfim. Aguardo contato então. Abs.

        1. @rosembergveras:disqus você não precisa ficar na neura rsrsrs, um designer não saber desenhar (na nossa época) é normal. Mas aquela velha máxima é verdadeira, nunca é tarde para aprender e te garanto que no dia em que você aprender e começar a aplicar isso em seu trabalho vai perceber que agregará muita qualidade e criatividade em seus projetos, além de ser terapêutico como você mesmo disse. Fica ligado no blog que logo logo o curso está aí. Abraço.

  11. Meu sonho é ser designer, mas minha família sempre criticava dizendo que eu não sei nem desenhar casinha direito, passei agora pra Design na faculdade e pretendo calar a boca de todos aqueles que duvidaram e me criticaram. Acho que sabendo ou não sabendo desenhar, o que realmente importa é: Se a gente quiser uma coisa, a gente consegue.

    1. Olá @brendalemons:disqus você tem toda a razão quando diz que se queremos algo e batalhamos por aquilo, com certeza conseguiremos. Espero que consiga silenciar com o seu talento aqueles que um dia te criticaram. Obrigado por compartilhar aqui no blog. Grande abraço.

  12. eu gosto muito de desenhar, mas não sou bom, eu tenho noções basicas de iluminação profundidade e pá, mas acho que preciso de mais, mas meu sonho mesmo é ser desing

    1. Espero que consiga alcançar o seu sonho @disqus_8nkbjxhqBK:disqus. Obrigado por compartilhá-lo conosco. Grande abraço.

  13. Apesar de eu não saber desenhar(por enquanto) ou ao menos não saber desenhar bem, eu concordo plenamente com a sua opinião exposta no texto, com certeza saber desenhar a mão livre se tornará um diferencial entre tantos profissionais na área, pretendo entrar na faculdade e cursar Design, e sei que como você mesmo disse, com dedicação, prática e estudo eu vou aprender a desenhar e futuramente me tornar uma excelente profissional. Sempre é tempo de aprender!

    1. Muito bacana esse seu desejo de aprender @tataleandrini:disqus e espero que consiga cursar design. Obrigado por compartilhar o seu comentário. Abraço.

  14. Sei desenhar, mas nunca tentei desenhar a mão livre, pq nunca tenho ideias, o que eu faço?

    1. Olá Chenrolina tudo bem? Isso é bem comum com algumas pessoas que gostam de desenhar mas acabam evitando por não ter ideia do que desenhar, minha dica para você é que sempre desenhe primeiramente aquilo que você gosta e que te dá prazer, por exemplo se você gosta de desenhar animais então se dedique a desenhar animais, ou se você gosta de desenhar paisagens a recomendação é a mesma. Outra coisa importante é sempre manter um bom repertório visual com base no trabalho de outros artistas que você admira e que seguem uma linha semelhante a sua no desenho, tente se inspirar nos desenhos que eles fazem, tenho certeza que com prática e o tempo você vai estar com muitas ideias para criar os seus próprios desenhos. Obrigado pelo comentário, abraço.

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Manual do mundo mostra como são feitos os cadernos

Manual do mundo mostra como são feitos os cadernos

O Manual do mundo, um canal dedicado em experimentos e curiosidades publicou um vídeo mostrando como são feitos os cadernos.…
Como criar um lettering em 7 passos utilizando a caneta Tombow

Como criar um lettering em 7 passos utilizando a caneta Tombow

Você com certeza sabe que um trabalho com lettering pode enriquecer bastante o resultado final de seus projetos. Foi pensado…
Como apresentar um projeto em seu portfólio de forma prática

Como apresentar um projeto em seu portfólio de forma prática

Se você pretende trabalhar com Lettering e Caligrafia, ou mesmo com design em geral, é fundamental que saiba como apresentar…
O que é Lettering?

O que é Lettering?

Você com certeza já deve ter se perguntado “o que é lettering?” e “qual é a diferença entre tipografia, caligrafia…
Fechar Menu