Produção Gráfica #5 – Formato dos pontos de retícula

Como vimos no último post da série Produção Gráfica, somos capazes de enxergar os meios tons dos objetos e formas que nos cercam. Entendemos que para simular os meios tons no processo de impressão usamos as retículas, que são pequenos pontos coloridos organizados em malha e que criam uma mistura ótica capaz de reproduzir com suavidade a transição de cores nos materiais impressos.

O formato dos pontos de retícula é uma das características que pode definir o nível de qualidade de um impresso. Existem diferentes padrões que mudam de forma e tamanho afim de criar resultados singulares e que se adequam aos diferentes tipos de mídia e maquinários de impressão.

Neste artigo você irá conhecer os diferentes formatos dos pontos de retícula, incluindo:

Retículas de pontos quadrados

O formato dos pontos de retícula mais usado é formado por pontos quadrados, pois reproduzem os meios-tons de maneira satisfatória. Isso depende também de fatores como qualidade do maquinário de impressão, gerando impressos de boa qualidade.

É a forma clássica ou convencional de pontos, usada para reproduções preto e branco ou cores, quando a qualidade não é fundamental. Oferece uma boa combinação de rendimento tonal e definição dos detalhes, tendo a porcentagem do ponto facilmente determinada.

Retícula quadrada
Retícula de ponto quadrado

A forma pela qual os cantos dos pontos quadrados se juntam garante maior nitidez na reprodução dos mínimos detalhes dos originais.

Quando o assunto retratado no original (cor de pele, superfícies caracterizadas pelas tonalidades esfumadas) requer uma passagem tonal gradual, entre luzes e sombras, esse contraste deixa de ser apreciado.

Retículas de pontos em elipse

Para obter reproduções mais “macias”, suavizando o efeito de xadrez, principalmente nas tonalidades médias, foram criadas as retículas com pontos elípticos, capazes de reproduzir originais em preto e branco e em cores, com passagens esfumadas e delicadas, devido à ligação particular de seus pontos, que se juntam apenas nos dois cantos diagonalmente opostos, uma característica que impede saltos bruscos de uma tonalidade para outra.

Retícula de ponto em elipse
Retícula de ponto em elipse

Reproduzem melhor os meios-tons da pele clara ou morena. Este tipo de ponto é mais utilizado em revistas mais sofisticadas e em livros de alta qualidade. Assim como nos pontos quadrados, o equipamento é determinante para garantir a qualidade neste tipo de ponto, aproveitando melhor as suas características.

Retículas de pontos redondos

Outro formato é o ponto redondo, que é amplamente utilizado em trabalhos realizados por máquinas rotativas em trabalhos com altas tiragens (heatset), coloridos e com boa qualidade. Um exemplo de material que utiliza este tipo de ponto são as revistas distribuídas nacionalmente e vendidas nas bancas.

Retícula redonda
Retícula de ponto redondo

Outros formatos de retículas

Existem ainda outros formatos de retículas menos comuns, não se tratam de pontos, no sentido estrito (com exceção da retícula em diamante), e sim de linhas lado a lado que variam sua espessura de acordo com a variação tonal. Este formato dificulta a análise visual da imagem e não oferece boa qualidade. Algumas empresas o utilizam para fins específicos. Veja os exemplos a seguir.

Retícula em diamante
Retícula em diamante
Retícula em cruz
Retícula em cruz
Retícula em linha
Retícula em linha

O designer tem o controle sobre o padrão da retícula que será utilizada em seu projeto através dos softwares gráficos, o tipo de ponto a ser utilizado é determinado na etapa de pré-impressão e pode acontecer sob a orientação do designer, do produtor gráfico, da editora, agência, etc. Caso não seja possível determinar a melhor opção, os pontos quadrados geralmente são adotados, pois já vem pré-definidos na maioria dos aplicativos gráficos.

Não se esqueça de acompanhar todos os posts desta série clicando no link Produção Gráfica. Você também não pode deixar de cadastrar o seu email alí ao lado para receber novidades exclusivas do nosso blog. Até o próximo post!

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Este post tem 4 comentários

  1. O que fazer quando a reticula ”estoura” fica falhado… no papel vegetal ?
    Acredito que o problema não esteja na impressora em si …

  2. Você acha que não faltou falar sobre retícula Estocástica?

    1. Olá Kildare, na verdade este artigo fala sobre formatos de pontos de retículas, estocástico é um padrão de distribuição dos pontos, não necessariamente trata de formato de ponto.
      Um abraço!

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Os mascotes e as marcas no design - Parte 1

Os mascotes e as marcas no design - Parte 1

Uma das saídas que empresas buscam no momento de criar sua identidade visual é a utilização de um mascote, mas…
Produção Gráfica #29 - Offset sem água (Driografia)

Produção Gráfica #29 - Offset sem água (Driografia)

A driografia é a precursora dos processos de impressão sem água modernos. Também conhecida como offset seco (sem água), foi…
Manual do mundo mostra como são feitos os cadernos

Manual do mundo mostra como são feitos os cadernos

O Manual do mundo, um canal dedicado em experimentos e curiosidades publicou um vídeo mostrando como são feitos os cadernos.…
Produção Gráfica #28: Offset digital

Produção Gráfica #28: Offset digital

No artigo anterior falamos sobre offset plana e rotativa. No artigo de hoje você vai conhecer o offset digital, seu…
Fechar Menu