Fotografia Básica #1 – Teoria e pratica

Fotografia significa desenhar com a luz.

E por isso, para se obter boas imagens é necessário a medição correta dessa iluminação, toda a máquina fotográfica é composta por alguns dispositivos que ajudam a medir a luz corretamente, a luz entra pela lente passando pelo diafragma e em seguida pelo obturador atingindo o sensor, então para a exposição correta da imagem é preciso levar em conta o diafragma obturador e o sensor sendo que…

Diafragma: o diafragma é um dispositivo que regula a abertura de um sistema ótico controlando a quantidade de luz que atingira um sensor (quanto mais aberto mais quantidade de luz entra, quanto mais fechado menos luz entrara)

Diafragma: o diafragma é um dispositivo que regula a abertura de um sistema ótico controlando a quantidade de luz que atingira um sensor (quanto mais aberto mais quantidade de luz entra, quanto mais fechado menos luz entrara)

Nas câmeras profissionais ele também tem outro papel, ele define a profundidade do campo, ou seja o desfoque, em muitas câmeras compactas é possível regular esse valor no modo manual identificado pela letra “F

Obturador: O obturador é um dispositivo mecânico que define o tempo que o sensor vai ficar exposto a luz, é uma espécie de cortina que abre quando acionamos o disparador, a velocidade do obturador é um dos fatores utilizados para alterar o resultado final de uma fotografia.

Exemplo: Para se capturar um carro de corrida é preciso que esse obturador abra e se feche rapidamente (1/500 seg. – 1/640 seg.)

Exemplo: Para se capturar um carro de corrida é preciso que esse obturador abra e se feche rapidamente (1/500 seg. - 1/640 seg.)

Já para capturar uma paisagem noturna é preciso que ele fique mais tempo aberto (1.3 seg. – 30 seg.) para capturar o que está acontecendo e por esse motivo em muitas fotos noturnas tense rastros de luzes dos faróis dos carros, é muito importante usar um tripé ou em algum lugar imóvel enquanto deixamos o obturador por um período maior aberto se não suas fotos ficaram tremidas.

Já para capturar uma paisagem noturna é preciso que ele fique mais tempo aberto (1.3 seg. - 30 seg.) para capturar o que está acontecendo e por esse motivo em muitas fotos noturnas tense rastros de luzes dos faróis dos carros, é muito importante usar um tripé ou em algum lugar imóvel enquanto deixamos o obturador por um período maior aberto se não suas fotos ficaram tremidas.

Sensor: O sensor é uma das peças mais importantes nas câmeras digitais.

Sensor: O sensor é uma das peças mais importantes nas câmeras digitais.

É ele que converte a luz em sinal digital formando a imagem que aparece no visor da máquina, como nos filmes fotográficos o sensor também tem uma escala de sensibilidade a luz chamada ISO, quanto maior mais luz é captada mas consequentemente tense mais ruído, o ISO é muito usado quando precisamos tirar fotos em ambientes com pouca luz, mas use com cautela em câmeras compactas, pois seu sensores são menores causando ainda mais ruído.

É ele que converte a luz em sinal digital formando a imagem que aparece no visor da máquina, como nos filmes fotográficos o sensor também tem uma escala de sensibilidade a luz chamada ISO, quanto maior mais luz é captada mas consequentemente tense mais ruído, o ISO é muito usado quando precisamos tirar fotos em ambientes com pouca luz, mas use com cautela em câmeras compactas, pois seu sensores são menores causando ainda mais ruído.

Outro elemento muito importante na fotografia são as LENTES, que no caso das câmeras compactas são lentes zoom.

Outro elemento muito importante na fotografia são as LENTES, que no caso das câmeras compactas são lentes zoom.

É importante saber que o zoom ótico é totalmente diferente do zoom digital presente em muitas câmeras, o zoom ótico é real e é produzido pelo conjunto de lentes, enquanto o zoom digital é virtual e feito via software e de baixa qualidade por isso não aconselho a usar o zoom digital a não ser que seja a única maneira de fotografar o objeto desejado.

É importante saber que o zoom ótico é totalmente diferente do zoom digital presente em muitas câmeras, o zoom ótico é real e é produzido pelo conjunto de lentes, enquanto o zoom digital é virtual e feito via software e de baixa qualidade por isso não aconselho a usar o zoom digital a não ser que seja a única maneira de fotografar o objeto desejado.

E então? Você já conhecia estes conceitos? não perca os próximos artigos desta série!

Compartilhe este artigo:

Este post tem 0 comentários

  1. Um belo artigo Andrey! Espero que você possa somar cada vez mais em nosso projeto!

    1. Espero ajudar toda essa galera aqui do CLUBE DO DESIGN por que eu aprendi muito aqui e apenas estou repassando o que eu aprendi!

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Como vetorizar o seu lettering de forma rápida e fácil no Adobe Illustrator

Como vetorizar o seu lettering de forma rápida e fácil no Adobe Illustrator

Hoje vou compartilhar com vocês um dos primeiros vídeos do canal Corporação Criativa onde ensino sobre a vetorização automática feita…
Como criar um lettering em 8 passos

Como criar um lettering em 8 passos

Que tal aprender mais uma técnica para o desenho de lettering? Nesse vídeo eu vou te ensinar como desenvolver um…
Quais os materiais básicos para começar a praticar caligrafia?

Quais os materiais básicos para começar a praticar caligrafia?

Para quem está começando a estudar caligrafia uma das primeiras dúvidas que surgem é “que materiais eu devo utilizar para…
Affinity Photo #2 - Introdução as personas

Affinity Photo #2 - Introdução as personas

Pense nas Personas como formas diferentes de trabalho no Affinity Photo. Se você quiser trabalhar puramente com ferramentas de edição…
Fechar Menu