Equipamentos e recursos para designers – Um bom computador

Opa! Mais uma série de artigos que chega para oferecer conteúdo relevante relacionado ao mundo do design. Nesta nova séria vamos abordar os equipamentos e recursos disponíveis aos profissionais da área que aumentam o seu potencial criativo e agilizam o seu fluxo de trabalho diário.

Qual o melhor equipamento para trabalhar com design gráfico, aplicativos como Illustrator, InDesign, Photoshop, CorelDRAW?

Esta semana perguntei em meu perfil pessoal do facebook que artigo os leitores gostariam de ver primeiro. Se um bom PC para se trabalhar no segmento, ou mesas gráficas e seu potencial no mundo criativo. A maioria escolheu falar sobre a configuração de máquina ideal para se trabalhar com design, e é justamente sobre isso que falaremos neste artigo.

Antes de mais nada gostaria de ressaltar que este artigo reflete a minha opinião pessoal sobre o assunto, relacionada diretamente à minha experiência profissional, não sendo obrigatória a sua aceitação ou que seja assumida como única fonte de pesquisa para a aquisição de novo equipamento de trabalho.

Para abrir este artigo, gostaria de falar sobre os computadores Apple. Que eles tem potencial todos sabem. Eles se dão muito bem com os aplicativos Adobe, e adicionam até novas funcionalidades a eles tornando o fluxo de trabalho mais fluído e prático. Infelizmente eu ainda não tive a oportunidade de trabalhar com eles, não porque eu não queira, mas na hora de investir em um bom equipamento eu ainda prefiro PC, já que consigo uma máquina superior em desempenho e capacidade de processamento gastando o mesmo valor que gastaria comprando um iMac por exemplo.

A massa profissional publicitária e criativa tem preferência por estes equipamentos, mas eu acredito que boa parte o use por mera influência. Talvez eu esteja errado justamente por ainda não tê-lo experimentado, mas meus contatos que o conhecem e trabalham com ele me afirmam seguramente que a única vantagem, observe bem este trecho, levando em consideração custo x benefício é apenas a estabilidade invejável do sistema e seu desempenho com os aplicativos criativos, o que por si só já seria um bom critério de escolha. Daí vem o modismo, o sensacionalismo e o ego das pessoas que acreditam que um MAC as tornam super profissionais melhores que todo mundo (não estou falando de todos, mas da maioria…) Não vamos falar de outros softwares, pois cada plataforma oferece uma infinidade de opções para cada profissional.

Existem realmente muitos motivos para os fãs da Apple serem apaixonados pelo produto, e a própria Apple fala sobre todos estes motivos, nestas páginas. Assim como também há opinião de profissionais gerenciais que dizem o contrário. Mas vamos parar de encher lingüiça e falar do equipamento em si.

Critérios de escolha

Para que possamos chegar ao equipamento ideal devemos levar em consideração o seu desempenho de um modo geral, observando que hoje em dia é o conjunto de todos os componentes distribuídos entre memória, placas e processamento responsáveis por este desempenho, não apenas o processador, como era considerado há 10 anos atrás.

MACs disponíveis

Você encontra excelentes opções, aliás, todos os MACs, tanto desktops quanto portáteis já vem montados de fábrica com configuração robusta. Apenas alguns detalhes os distinguem uns dos outros, detalhes estes que podem fazer a diferença tanto no desempenho quanto no seu bolso.

Vamos identificar os principais critérios para o MAC ser uma boa opção: Processadores Intel i5 e i7 dual core (dois núcleos físicos), discos rígidos de 5.400 a 7.200rpms além de memória de armazenamento Flash, que é mais rápida. Até 16GB de RAM a 1600mhz DDR3, processadores gráficos Intel HD 4000 ou placa dedicada NVIDIA GeForce GT 650M com 1GB de memória GDDR5 e bateria de longa duração nos equipamentos portáteis. Os preços podem variar de R$ 4.099,00 reais a pouco mais de R$12.500,00 reais.

O primeiro MAC disponível no mercado portátil que você pode se interessar é o de mais baixo custo, por singelos R$ 4.099,00 reais você leva pra casa um MacBook Air, com toda a sua estrutura de alumínio de precisão em unibody (corpo único), pode jogar ele no chão, amassa mas é difícil de quebrar :D. Vem embarcado com os processadores Intel Core i5 ou i7 dual core (dois núcleos físicos de processamento). Suas telas podem variar de 11 a 13 polegadas, que são bem pequenas, já que a idéia é uma máquina super portátil e leve. Placa de vídeo com processador gráfico Intel HD 4000 e 4 GB de RAM. Este computador só está na lista pelo desempenho, porque pelo seu tamanho francamente não vale a pena para o desenvolvimento de projetos de design além de não ter placa de vídeo dedicada robusta. Se você escolher turbinar ele com mais HD (de 64GB para 256GB em flash) e pegar um com tela de 13” você vai precisar desembolsar 5.799,00, sem falar que ele pode ficar mais caro ainda, com mais RAM e com o processador I7 ele chega facinho acima dos 7mil. Você pode acompanhar todas as suas especificações aqui.

Depois do Air, você pode conhecer a linha para uso profissional da Apple, com os equipamentos portáteis Macbook PRO com ou sem tela de retina e placa de vídeo dedicada NVIDIA GeForce GT 650M com 1GB de memória GDDR5, com telas entre 11 e 15 polegadas. O mais recomendado é que você prefira os que acompanham placa de vídeo dedicada, para melhor desempenho no processamento de efeitos, cores e gráficos 3D.

A linha de iMACs atende perfeitamente os profissionais criativos. Este desktop pode custar de R$ 6.199,00 reais a R$ 9.399,00 reais com suas configurações padrão, que são muito potentes. Processador Intel Core i5 quad core, 3,2GHz, Turbo Boost até 3,6GHz, 8GB de SDRAM DDR3, 1600MHz (2 pentes de 4GB), HD SATA de 1TB, a 7200 RPM, vídeo dedicado NVIDIA GeForce GTX 675MX 1GB GDDR5 e acessórios saem por nada menos que R$ 9.399,00 reais. E você ainda pode turbiná-lo com um i7 e 32GB de RAM por um preço um pouco mais “salgado” mas que seria uma excelente máquina para você trabalhar por, digamos, 3, 5 até 7 anos em média.

Já poderíamos parar por aqui, pois já temos excelente configuração tanto para o MAC quanto para PCs. Ainda há o poderoso Mac Pro que suporta 2 processadores simultâneos mas que necessita de um bolso mais largo para levá-lo pra casa.

PCs de alto desempenho

Quando se trata de PCs a versatilidade é o ponto alto. Você pode montar praticamente qualquer tipo de máquina, para qualquer tipo de trabalho. Com sua arquitetura é mais aberta você não precisa limitar o seu uso de memória, nem o modelo de placa, muito menos os acessórios.

Hoje existem muitos modelos de ultrabooks com tecnologia de ponta e por um preço bem acessível, ultrabooks com arquitetura igual ao Macbook Pro custam em média apenas 50% do valor do mesmo, o diferencial neste caso é a estabilidade do sistema MAC, que é desenvolvido especialmente para o seu hardware. Com os investimentos recentes em mobilidade e com o lançamento da nova versão do Windows, computadores conversíveis, com telas de toque e que nem precisam de teclado já começam a ganhar mercado.

Quando o assunto é “marca”, é bom que saiba que um computador não deve ser escolhido apenas pelo nome. Claro que uma boa marca na verdade tem por traz valores mais importantes, como suporte técnico de qualidade e boa assistência pós venda. Você não deve escolher um computador apenas pela marca, e sim pelo seu desempenho e também pela qualidade do suporte.

As configurações ideais

Como vimos anteriormente, a referência é o conjunto de componentes relacionados ao desempenho, como processamento, memória de trabalho (RAM) e armazenamento. Olhando para estes critérios, uma boa máquina poderia usar os processadores Intel como a referência do mercado atual, com as novas gerações dos i5 e i7, além das excelentes placas de vídeo NVIDEA e ATI , uma boa pedida seriam as com GPU superior e no mínimo 1GB de DDR5.

As próprias placas mãe da Intel garantem alta velocidade na transmissão de dados pelos seus barramentos, mas também temos as excelentes placas da ASUS que não deixam a desejar. Para acompanhar o pacote, no mínimo 4GB de RAM, para quem não trabalha com material gráfico muito pesado, já para os que precisam de alto desempenho para vídeos e gráficos 3D, de 8 a 16GB de RAM DDR5 já satisfazem, um HD SATA de pelo menos 1TB, e seria bom um SSD (Flash) para o sistema ficar muito mais rápido (Como no MAC) e também para  instalar seus aplicativos. O pacote precisa ser equilibrado com boa fonte de alimentação, que aguente o alto consumo de energia destes componentes. Um bom gabinete, grande o bastante para tudo isso e coolers para resfriar bem a parte interna.

A maioria das lojas on-line que vendem computadores oferecem máquinas prontas para determinados tipos de trabalho, mas vale a pena dar uma refinada no conteúdo e analisar se você está levando algo que realmente vá satisfazer suas necessidades. Em média o preço de bons computadores com estas configurações pode variar de R$ 3.000,00 a R$ 6,000,00.

Ufa, quanta coisa pra se analisar hein? É importante mencionar que estamos falando apenas do que vai dentro do gabinete, sem mencionar os periféricos como monitores, unidades de entrada e por aí vai. Falaremos sobre eles separadamente em outros artigos.

MAC ou PC?

Seja MAC ou PC o que mais pode pesar na hora de escolher um computador de alto desempenho é o bolso. Neste caso, os PCs sempre estarão na frente. Eu particularmente, prefiro PCs, pois além de ferramenta de trabalho também me divertem pois sou apaixonado por jogos daqueles bem pesados e que só o Windows sabe como gerenciar. :D. Os MACs foram feitos para o profissional criativo se levarmos em consideração hardware x softwares criativos, mas infelizmente deixa o orçamento bem apertado.

A partir de agora, quando for procurar um bom equipamento para trabalhar, não leve em consideração a marca ou o modelo, e sim os seus componentes e se eles atendem realmente todas as suas necessidades de velocidade, processamento, segurança e estabilidade.

Em breve teremos mais artigos como este, falando sobre mais equipamentos e recursos para os profissionais criativos. Até breve!

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Este post tem 0 comentários

  1. Ola, quero trabalhar com o corel qual marca você me indicaria? Obrigado

  2. Bom dia , Liute Cristian ! estou visitando sua página porque sou entusiasta da arte , trabalho na área há mais de quarenta anos e pretendo me atualizar … me modernizar e cursar Design Gráfico ! Daí o interesse pelo assunto, cara … suas dicas me foram valiosas . Abraço e obrigado .

  3. Pc gamer é bom pra trabalhar com design?

    1. Não existem muitas diferenças, PCs games geralmente possuem os mesmos componentes, salvo recursos específicos, com citado no post.

    2. As vezes o PC gammer é até mais potente do que se precisa para trabalhar, claro que há maquinas e máquinas

      1. PC Game ou Workstation ou Ultrabook, são só nomes comerciais para facilitar a venda, o importante é focar no que tem dentro da máquina. 🙂
        Um abraço!

  4. oi estou no 3º período de designer gráfico, qual notebook (peq e leve) vc recomendaria para mim? não sendo caríssimo. kkkk ainda estudante. adorei sua matéria.

      1. valeu…agora me sinto mais seguro para comprar o mesmo

  5. Excelente a matéria ! Quero me aventurar nesse mundo de design e edição, e o texto, juntamente com os comentários me ajudaram um bocado. Infelizmente, os produtos da Apple ainda são muito caros aqui no Brasil (não só por aqui). No meu caso, como tenho pouquíssima noção, e estou engatinhando ainda, creio que continuar sendo Team PC será a melhor opção.
    Ví que você recomendou duas lojas, para compra de workstation, porém, como ainda sou oldschool, prefiro garimpar peça por peça e montar um de acordo com minhas necessidades. Porém, estou bastante por fora dos hardwares atuais. Você teria alguma fonte recomendada onde eu possa ter acesso a estas informações? Por exemplo, qual processador é mais recomendado para edição e produção de vídeo (AMD, Intel, etc.) O que devo priorizar (Vídeo, RAM, Processador, etc.) ? Basicamente meu objetivo é se virar com as ferramentas da Adobe, AE, PS, LR, PR, etc.
    Por fim, muito obrigado pela bela matéria !
    Abraços,
    Marcelo Reis.

    1. Oi Marcelo, a dica é fazer como eu: Vou nas lojas citadas no post, vejo quais os equipamentos estão sendo usados atualmente, e então já tenho o norte que preciso. Outra dica é acompanhar sites de tecnologia e games, sempre tem dicas legais sobre equipamentos por lá.
      Sobre o que priorizar, na verdade hoje em dias as máquinas conversam de maneira muito mais fluida em relação a hardware, então geralmente quando você compra uma peça, já deve planejar qual vai ser a outra peça que encaixa nela em relação a memória, transferência e velocidade. O ideal é sempre ter aquele conjunto mágico: Muita RAM, Muito HD, Um placa de vídeo parruda, um processador que dê conta de tudo isso e um SSD pra dar o start em tempo record.
      Um abraço!

  6. Eu parei de ler a matéria qdo vc disse que nunca usou um mac. Quem nunca usou um mac não tem como comparar! Vc não está comparando um HP e um Dell, e sim maquinas completamente diferentes. Só a experiência de usar um mac no dia a dia vai te mostrar que um mac vale muito mais do que ele custa. Como a matéria é antiga espero que você já tenha tido este prazer.

    1. Oi Aline, tudo bem?
      É bem verdade, a matéria é bem antiga e eu já tive a oportunidade de trabalhar com a maçanzinha, foi por pouco tempo, mas também já compartilhei de algumas atividades que não tinham muito a ver com a minha praia.
      Continuo afirmando, principalmente hoje, que ter um Apple não vale o investimento. Pelo menos não para quem pretender compra-lo aqui, com o dólar tão alto. Talvez seja uma boa alternativa para quem vai lá fora comprá-lo, ou tem um amigo que possa trazê-lo a um preço mais justo. Mas nada justifica pagar mais de 10mil por um mac, haja vista que posso obter melhor desempenho pela metade do preço.
      Um abraço!

  7. Bom dia Liute Cristian, gostei muita da sua matéria, queria saber o seguinte, e monitor para arte final, o que você recomenda, eu tenho um Lacie 320, mas ele já está bem velho.

    É melhor seguir nessa linha, ou dá pra usar outro tipo, de outras marcas e etc?

    1. Já ouvi falar bem dos monitores Lacie, mas tem que avaliar se ele ainda é útil por causa da idade.
      Os da Eizo são uma das maiores referências.

  8. Pelo o que parece, um mac sai mais barato a longo prazo, uma vez que ele vai durar até 7 anos enquanto um PC comum terá que ter peças trocadas em alguns espaços de tempo. Isso sem contar que um valor de revenda de um MacBook não é baixo.

    1. Eu já discordo. O preço de um Mac realmente bom está acima dos 10mil. Com isso, eu monto um escritório em casa com um bom equipamento e um PC. Depois, o PC você atualiza uma peça ou outra, que não tem valores altos (veja o preço de uma placa de vídeo nova), sem falar que uma boa máquina tem duração mínima de 5 anos, depois você só muda os componentes se forem realmente necessários.
      O Mac tem realmente boa venda, justamente por que comprar um novo não é pra qualquer um. Mas esta é só a minha opinião. 😀
      Um abraço!

  9. Boa Noite,
    Eu estou querendo montar um computador para mexer com Arte Final. Gostaria de saber qual é uma boa configuração para poder rodar todos os programas sem lentidão e travamento.
    Grata

  10. Gostei de vê, deu aula esclareceu mesmo.

  11. queria sabe que depois que eu forma eu quero cursa design gráfico queria sabe qual computado vc me recomenda ?

    1. Higor, as configurações ideais variam o tempo todo, cada ano se lança uma boa variedade de tecnologias diferentes, então infelizmente esta pergunta não pode ser respondida sem conhecer exatamente as suas necessidades. É sempre bom conversar com um bom vendedor ou procurar uns concelhos antes de comprar a máquina. Quando for comprar uma, volte aqui e terei prazer em ajudar, mas dizer agora pra você qual é a máquina ideal não te dará nenhuma informação nova além do que já mostrei neste artigo.

  12. ESTOU PRECISANDO DE UM COMPUTADOR PARA FAZER ARTE FINAL
    TAIS COMO FOLDERS E CARTAZES OQUE VC ME INDICA

    GRATO VALTER

    1. Riograf, recomendo que dê uma olhadinha no site http://firstplace.com.br/ Olhe para a tela em “Profissionais” e veja os PCs que estão lá, de “design” pra baixo é só maquina que lhe atende. Vai do bolso.
      Agora se quiser notebook, eu uso um Dell Inspiron 15R Especial Edition que é uma maravilha, dá uma passadinha no site deles.
      Um abraço!

  13. gostei da materia . Meu filho faz designer grafico na seven e quero compra um bom pc para ele dentro de ,minhas posses. A materia me chamou a atenção, so pessoas que vivem esta area é que entendem. parabens e que Deus te abençoe. vc vai encontrar no face, rodimir ribeiro nogueira e rodimir arthur da silva nogueira eu e meu filho. abraços.

  14. Muito bom! Mas esqueceu de citar o Mac Mini, que é bem mais barato, custo em torno dos 2000 reais, é o que eu possuo. 😀

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Os mascotes e as marcas no design - Parte 1

Os mascotes e as marcas no design - Parte 1

Uma das saídas que empresas buscam no momento de criar sua identidade visual é a utilização de um mascote, mas…
10 dicas para criar ícones impressionantes

10 dicas para criar ícones impressionantes

Hoje, vou falar um pouco sobre o design de ícones a partir de uma perspectiva mais geral. Vou compartilhar com vocês…
Criatividade – Como pensar fora da caixa?

Criatividade – Como pensar fora da caixa?

A criatividade com certeza é a matéria prima de todo bom projeto de design, é ela que estamos buscando constantemente…
Novidades para 2019 do Clube do Design

Novidades para 2019 do Clube do Design

O Clube do Design trás novidades que reforçam o nosso interesse em te ajudar a descobrir a sua profissão criativa.…
Fechar Menu