Como me tornar um designer #4 – Por onde começar? Faculdade!

Olá meus tão amados e fiéis leitores! Estamos de volta com mais um artigo desta série maravilhosa onde vamos trilhar os caminhos para nos tornamos bons profissionais criativos. Se você já o é, não tem problema, o post pode lhe ajudar a “reciclar” as idéias e até dar uma força para revisar alguns conceitos perdidos com o tempo.

Como já desvendamos alguns mistérios e tabus que cercam a profissão nos primeiros posts, vamos falar agora sobre a jornada de estudos que são importantes para você se tornar um profissional de design. Nem tudo é prática, ou melhor, há realmente muita teoria quando o assunto é o design, por isso, nós vamos descobrir que embora a gente consiga fazer um desenho legal usando apenas papel e lápis, ou que você pode criar coisas surpreendentes com o computador e alguns aplicativos, é necessário entender conceitos básicos, histórias, teorias e psicologias para que tudo o que você faz tenha um sentido, um objetivo, ou melhor, atinja o objetivo proposto.

Imagem via Shutterstock ©
Imagem via Shutterstock ©

São incontáveis os e-mails que recebo com perguntas sobre “como me tornar um designer?” ou “preciso fazer faculdade” e também “com um cursinho eu já consigo ser um designer?”. Muita gente ainda acredita que design é para qualquer um, ou que não é uma profissão tão difícil de seguir. A realidade é outra, o designer precisa passar um bom tempo de sua carreira (ou pré-carreira) estudando, e estudando bastante! Não só para conhecer tudo sobre a profissão mas para compreender como as cores, formas, textos, texturas, estruturas e todo o resto influência no resultado do seu produto e ainda mais na vida das pessoas. Mas isto tudo nós já discutimos.

Vamos conversar hoje sobre por onde você pode começar, qual o primeiro passo e como será a sua jornada sobre a estrada em busca de formação profissional.

Por onde começar para ser um designer?

Existem basicamente três formas de você se profissionalizar: (Que direto eu fui aqui hein?)

  • Faculdade
  • Escola técnica
  • Autodidata

Muita calma nessa hora, e muita atenção também! Dependendo muito de que área pretendes atuar, uma ou outra alternativa de profissionalização não serão viáveis, você entenderá o porque quando conhecer melhor cada uma.

Faculdade

como me tornar um designer shutterstock_133648163
Imagem via Shutterstock ©

O melhor e mais satisfatório caminho, e muitas vezes o mais caro também, é a faculdade. Não há dúvidas de que o ambiente acadêmico é o ideal para a formação de um profissional sério e qualificado. Existem dezenas de faculdades em cada estado que oferecem cursos que se enquadrem na modalidade criativa. Nós inclusive já divulgamos uma lista com todas as instituições superiores de design do brasil, portanto, se você quiser saber onde encontrar uma faculdade na sua região que ofereça estes cursos, baixe a lista e corra atrás!

A melhor oportunidade para quem quer seguir faculdade de design é começar cedo, quando ainda está cursando o ensino médio, pois para entrar em uma faculdade pública deverá enfrentar uma bateria de provas e vestibulares, quanto mais fresquinha estiver a cabeça com os conteúdos do ensino médio, melhor. Para os que possuem melhores condições, arriscar em uma faculdade paga pode ser um bom negócio. Geralmente por volta do 2º ano já é uma boa hora de começar a pesquisar e se preparar para a disputa. Mas isto não quer dizer que pessoas de maior idade não possam entrar na briga. Basta estudar e arriscar, afinal, não se entra em uma faculdade sem estudo.

A faculdade é a modalidade que oferece melhores seguimentos para você cursar e lhe dão recursos suficientes para sair de lá preparado (ou não?). Algumas pessoas, embora tenham feito faculdade, não se sentem realizadas ao terminarem os seus cursos, mas acredito que isto tem muita relação com o seu ritmo de estudo e com o que você fazia enquanto estudava. Até mesmo em uma boa faculdade o empenho e a sede por conhecimento diversificado é imprescindível. Conheço pessoas que entraram na faculdade mas nunca se desviaram da grade padrão de aulas, nunca participaram dos seminários e nunca se quer tentaram um bom estágio, outros até escolheram o curso sem critério nenhum, apenas por “acharem que seria legal”. Portanto, mesmo aqui é necessário ter empenho ou de nada valerá o tempo de estudo. Boa parte disto também depende da instituição, claro, mas vamos deixar isto para outra ocasião ou o post ficará maior do que eu já estou imaginando que vai ficar.

Como entrar em uma faculdade de design?

Você pode ingressar neste tipo de curso através de vestibulares organizados pelas próprias instituições, ou através dos programas de incentivo do governo, como o tão polêmico ENEM. Vale a pena conferir a lista de faculdades que você poderá cursas na sua região que oferecem vagas através do ENEM para cursos desta área. Há inclusive, concursos de bolsas em faculdades pagas que oferecem até 50% de desconto no curso se você tirar boas notas no ENEM.

Que cursos eu terei a minha disposição?

Existe realmente uma infinidade de cursos disponíveis para a área criativa, se você fizer uma triagem nas principais faculdades poderá localizar o melhor curso do seu interesse. Foi o que fiz! Vou listar aqui abaixo os cursos que se encaixam na modalidade na minha região (Estado do Pará, capital Belém). Note que são apenas exemplos, você precisa verificar os cursos disponíveis na sua região.

Unama – Universidade da Amazônia (Particular)

Cesupa – Centro Universitário do estado do Pará (Particular)

Estácio (Particular)

IESAM – Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (Particular)

UFPA – Universidade Federal do Pará (Pública)

Lista do vestibular 2014

  • Artes Visuais – Licenciatura/Bacharelado
  • Cinema e Audiovisual
  • Tecnologia em Produção Multimídia
  • Comunicação Social – Publicidade e Propaganda

UEPA – Universidade do Estado do Pará (Pública)

FEAPA – Faculdade de Estudos Avançado do Pará (Particular)

  • Design Gráfico
  • Publicidade e propaganda

FAPAN – Faculdade Panamazônica (Particular)

Bem, isso foi tudo o que eu consegui achar com uma pesquisa bem básica. Se você gostaria de saber o que cada um dos cursos tem pra lhe ensinar, visite os links e conheça a grade curricular de cada um.

Além dos cursos mais comuns também há cursos um pouco mais difíceis de achar, como os de Design Web, Animação 2D e 3D além de muitas outras vertentes mais técnicas, como Design de Automóveis entre outros.

Qual curso eu devo escolher?

Imagem via Shutterstock ©
Imagem via Shutterstock ©

Eu sei que muita gente gostaria da resposta para esta pergunta, mas infelizmente só você pode respondê-la. Tem muita gente esperando a sua profissão cair no colo, e infelizmente isso nunca vai acontecer. Se você não buscar conhecer cada curso e descobrir qual deles se encaixa no seu perfil não vai conseguir decidir qual o melhor para você. Portanto, o melhor curso a escolher é aquele que oferece uma grade curricular que atenda as suas expectativas, que esteja dentro do que você espera quando se formar e partir em busca de sua vaga no mercado de trabalho.

Dependendo do que você espera para a sua formação você poderá escolher duas modalidades de cursos:

  • Graduação
  • Tecnologia

Recentemente recebi um e-mail de um leitor que dizia que ele havia passado em um vestibular, e que havia se qualificado para os dois tipos de curso (graduação e tecnológico). Mas e aí? Qual destes devo escolher?

Cursos de graduação (vou chamar de graduação “normal” :D) duram de 4 a 5 anos e tem uma grade curricular bem extensa, abrangem diversas áreas do seguimento escolhido e lhe capacita para atender a maiores demandas em sua carreira.

Cursos tecnológicos duram de 2 a 3 anos e tem uma grade curricular mais limitada, focam na maioria das vezes em uma única vertente de sua carreira, lhe capacitam para ser um profissional que vai atuar em uma área bem definida no mercado.

Eu particularmente preferiria escolher o curso de graduação normal, já que me daria mais opções de mercado quando eu terminasse meu curso. Por outro lado, os cursos tecnológicos lhe formam mais rápido e são uma boa opção para quem já está no mercado e precisa aumentar o seu poder profissional. Também é uma boa opção para novos egressos que pretendem encurtar a sua entrada no mercado de trabalho e atuar em uma área específica.

Esta é só uma das opções que vamos conhecer até aqui, infelizmente o post ficaria muito grande para eu abordar ainda os curso técnicos e a formação autodidata, então vamos dividir este post em outros dois, para que você possa absorver a informação mais calmamente e de forma mais precisa.

Se você tiver dúvidas sobre cursos, faculdades ou que carreira escolher, use os comentários deste post e vamos discutir um pouco mais.

Peço desculpas de o artigo não ficou claro o suficiente, a intenção é mostrar quais caminhos você pode escolher quando pretende se tornar um designer.

Não deixe de acompanhar todos os artigos desta série. Até o próximo post pessoal!

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Este post tem 0 comentários

  1. Se não for incomodo,queria sugerir uma lista pra tu fazer ,uma lista de livros pra ajudar quem ta começando(se ja existe,perdão).Abraço liute.

  2. Que dica maravilhosa meu amigo!
    Parabéns pelo Post!

  3. Olá, tenho 17 anos e entrei em um estágio aos 16, quando comecei não sabia que eu iria ter que aprender trabalhar com softwares gráficos, então tive que me esforça bastante para aprender pelo menos o básico, mas depois de algum tempo me dedicando eu acabei gostando de estudar designe e ai comecei a me esforça ainda mais, hoje já se passou 1 ano e estou estudando pra valer, o problema é que a empresa que trabalho ainda não me viu como um designer.
    Então venho aqui te perguntar: como faço para ser reconhecido e como estar preparado para os desafios que irei enfrentar trabalhando como designer.

    Desde já agradeço

  4. Olá sou Walter Cavalcante e tenho 17 anos, eu já tenho meio que um pé inicial na carreira de design, meu primo vende materiais gráficos para grandes gráficas aqui de São Paulo, e me fez uma proposta, para que eu entre com os “projetos” e ele me fornece alguns clientes e materiais. Eu faço Informática para Internet na ETEC e aprendo um pouco sobre fotoshop, ilustrator, CorelDraw, e isso que me mantém nesse curso, porem por ele ser um curso voltado ao desenvolvimento de um site, você acha melhor eu continuar nele, ou sair e procurar algo mais derreto a área de desing.

    1. Walter, isso depende de você e do que você pretende fazer de sua carreira. É bom que um profissional criativo domine várias vertentes. Assim, um designer que sabe programar para web tem um atrativo e diferencial no mercado. Você pode muito bem terminar o que já começou, e depois investir em mais cursos voltados para a área que achar mais conveniente. É uma questão de analise e escolhas pessoais, é um segmento extremamente amplo e que pode ser aproveitado de “n” maneiras possíveis.

      Um abraço!

  5. Nossa, ficou muito claro o suficiente sim! 😀

  6. Oi, parabéns pelo ótimo artigo. Tenho 12 anos e sou apaixonado por design gráfico, CorelDRAW, Photoshop, enfim, tudo que envolva ideias, inovação, criatividade e computador. Baixei a coleção de livros que foi disponibilizada aqui no Clube do Design e pretendo ler todos, aprender mais da teoria (conceitos, psicologia das cores, etc.). Tento traçar bastante metas para o meu futuro, montando um plano que vai me ajudar a tomar uma decisão quando for a hora certa. Pretendo trabalhar como aprendiz assim que eu fizer meus 14 anos (fazer carteira de trabalho, se possível) e começar a minha carreira desde já. Já fiz alguns serviços e favores à familiares e amigos em troca de um dinheirinho, acabo não cobrando muito porque não sei os preços presentes no mercado e as pessoas desvalorizam meu trabalho por causa da minha idade, mas mal têm noção da quantidade de coisas que eu sei e consigo fazer. Moro em Laguna, Santa Catarina e as opções de faculdades (perto de mim) não são muitas e vou ter que, mais futuramente ver qual vai ser melhor para mim.
    Agora, depois de quase escrever um livro, gostaria de saber quais as suas recomendações como designer gráfico há 8 anos para um aprendiz (pirralho) na área como eu? Agradeço muito desde já!

    1. Oi Lucas, que bom que já está indo no caminho certo, se esforçando e se dedicando a sua carreira desde cedo.
      Meu conselho é realmente que você continue investindo em sua carreira, desde já comece a correr atrás de cursos que lhe ajudem a aprender ainda mais. Participe de feiras, seminários, workshops sobre a área do design e quando estiver no ensino médio se dedique em entrar em uma faculdade do seguimento.
      Você verá que no design existem muitas áreas legais e quando escolher a sua será mais fácil ainda trilhar esta jornada.
      Sempre que precisar de um conselho procure o Clube e mande uma mensagem. Estamos todos aqui para ajudar.
      Um abraço!

  7. Olá!
    Gostei muito do artigo mas fiquei com algumas dúvidas.
    Tenho 17 anos, estou no ensino médio e fazendo um cursinho de Design Gráfico.
    Agora fiquei com duvida sobre isso porque afinal, o curso que eu estou fazendo não vai valer em nada? A escola diz no término do curso vai me indicar á algumas empresas para trabalhar como jovem aprendiz… Eu pretendo sim fazer faculdade mas no momento não posso, gostaria de saber se posso ao menos começar minha carreira com esses pequenos cursos, e ir trabalhando com design enquanto faço a faculdade.

    Ficaria muito grata se puder responder. Boa noite.

    1. Oi Sam, na verdade este é um dos meios de se tornar um profissional qualificado, mas que ainda vamos falar nos próximos posts. Tanto para quem faz cursos técnicos quanto para quem é autodidata os cursos profissionalizantes podem fazer a diferença, ainda mais estes cursos que contam com projetos de encaminhamento ao mercado de trabalho. Você pode e deve começar por algum lugar, trace sempre os planos para ser o melhor profissional e o mais qualificado, como você mesmo disse, se já tem planos para a faculdade, basta seguir em frente estudando e dando os primeiros passos na sua carreira. Depois que entrar na faculdade será até mais fácil, verás que na verdade o design vai muito além do que o que você conheceu no curso profissionalizante.
      Um abraço!

      1. Muito obrigada.

      2. Minha pergunta seria a mesma da samoliveira, então só tenho agradecer.
        Obrigado por compartilhar toda seu conhecimento e sua experiência e fazendo desse Clube o melhor do brasil.
        SUCESSOOOOOOOOO! 😀

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Como organizar seu desktop?

Como organizar seu desktop?

Você já viu uma tela de computador lotada de atalhos e arquivos formando uma verdadeira bagunça visual que não dá…
10 dicas para criar ícones impressionantes

10 dicas para criar ícones impressionantes

Hoje, vou falar um pouco sobre o design de ícones a partir de uma perspectiva mais geral. Vou compartilhar com vocês…
Criatividade – Como pensar fora da caixa?

Criatividade – Como pensar fora da caixa?

A criatividade com certeza é a matéria prima de todo bom projeto de design, é ela que estamos buscando constantemente…
Novidades para 2019 do Clube do Design

Novidades para 2019 do Clube do Design

O Clube do Design trás novidades que reforçam o nosso interesse em te ajudar a descobrir a sua profissão criativa.…
Fechar Menu