6 Logotipos famosos que aproveitaram a inconsistência em seu projeto

Uma das ferramentas mais poderosas que você pode usar para melhorar qualquer projeto de design é a repetição. Repetindo cores, formas e outros elementos visuais você aumenta a consistência e familiaridade para que o projeto se torne mais atraente.

[info-box type=”note”]Este artigo é uma tradução/adaptação de Design Shack. Visite o artigo original e prestigie este fantástico trabalho.[/info-box]

Mas o que dizer sobre o outro lado dessa ideia? É possível exercer inconsistência de tal modo que melhore a qualidade de um projeto? Muitos logotipos famosos usam esta técnica e conseguiram resultados bem interessantes.

Saber quando quebrar as regras

Como já disse, a consistência e a repetição são conceitos chave em um “bom” design. Compreender e familiarizar-se com estas regras, sem dúvida, faz de você um profissional melhor.

Dito isto, as regras de design são feitas para serem quebradas. Um designer qualificado não só vai aprender a seguir todas as regras, mas testá-las completamente e aprender quando violá-las de uma forma significativa e com bons propósitos. Você pode saber um pouco mais sobre como quebrar as regras de propósito e de maneira consistente neste artigo. (em inglês)

Pode a inconsistência ser uma coisa boa? Em que cenário funciona e quando não é uma boa ideia usá-la? Para ver como a inconsistência funciona, vamos observar alguns exemplos que você provavelmente vê o tempo todo e ainda não notou.

Script da Kellogg Delicious

Se você gosta muito de cereais, um logotipo que você provavelmente já viu muitas vezes é o da Kellogg (você tem que ler a embalagem enquanto come, isso é regra!).

O texto usado na marca é fluido, negrito, arredondado e completamente atemporal. Ele é tão bom hoje quanto como foi há 20 anos atrás. Sempre que olho para este logo, não posso deixar de pensar sobre a incoerência gritante no projeto. Você consegue identificar isso?

Lá está, à direita bem perto do centro. Observe a letra “l”, ou ambas. A forma das duas letras deveria ser idêntica, mas não é! O segundo “l” é claramente mais alto. Por que eles fariam isso?

Imagine que você foi encarregado de criar o logotipo da Kellogg. Eu aposto que existem milhares de designers por aí que iriam seguir o processo típico de design de baixo esforçoPasso 1: digite a palavra. Passo 2: escolha uma fonte. Passo 3: fature para o cliente. Após este procedimento, você chegaria a um resultado parecido com este:

O A fonte usada é a Lavanderia, e ela tem um script realmente atraente e que me agrada. Porém, apesar de ser uma fonte legal, esta versão do logotipo não tem nenhuma originalidade ou o caráter que vemos no projeto original.

As letras não fluem muito bem juntas além de terem uma escrita muito consistente. A consistência na verdade traz uma esterilidade que rouba a simpatia da marca.

O lettering completamente inconsistente da Coca-Cola

Aposto que Kellogg não é a única escrita vermelha que você vê diariamente e que utiliza o conceito de inconsistência. Que tal falarmos da marca em texto mais conhecida do mundo?

O logotipo da Coca-Cola é um dos melhores e mais famosos logos de todos os tempos. Dê uma olhada de perto, ele é perfeito em todos os sentidos. Ou não? Existem grandes inconsistências?

Como podemos ver, a primeira maiúscula “C” é completamente diferente da segunda. A primeira usa uma pequena onda na parte de cima e uma causa longa e esvoaçante, enquanto a segunda usa um topo mais maluco e todo enrolado.

Além dessas letras, note também como a linha de base em “Coca” foi deslocado consideravelmente, tornando-se profundamente desigual com a de “Cola”.

De alguma forma, porém, tudo isso se mistura em inconsistência para criar um ícone que simplesmente não poderia ser melhorado. Isso não e fantástico?

Old School Pepsi Mixup

Prometo que este é o último exemplo de texto vermelho! Desta vez o nosso espécime é o logotipo da Pepsi, mas não a versão atual, a de 1940. Voltamos ao tempo em que as pessoas ainda a chamavam de “Pepsi-Cola” e o logotipo parecia muito mais com o da Coca-Cola.

Você consegue identificar a inconsistência aqui? É tão óbvia que é bem difícil de detectar. Uma olhadinha para este logo e você chamaria isso de um logotipo manuscrito, certo? É isso mesmo, mas dê uma olhada mais de perto.

Como você pode ver, a maioria das letras são, na verdade, de fôrma, mas veja as maiúsculas. Somente o primeiro “P” e “C” são manuscritos, mas elas executam este grande truque que faz com que nossos cérebros pensem que a coisa toda é escrita em letra cursiva. Eu aposto que se você perguntasse a um grupo de dez pessoas que estão familiarizadas com este logotipo se as palavras são de fôrma ou manuscritas (sem mostrá-las, é claro), muitos ou mesmo a maioria deles iria se lembrar de um logotipo totalmente cursivo.

eBay e a ruína do seu logotipo

Acima eu dei-lhe um exemplo hipotético de como alguém poderia roubar o caráter do logotipo da Kellogg, largando a inconsistência. Agora vamos olhar para a vida real, uma marca extremamente popular que fez exatamente isso.

Eu nem preciso sequer apontar as inconsistências neste logo porque a coisa toda não tem coesão ou repetição alguma. Através de inconsistência nas formas das letras, tamanhos e cores, elas estão contando uma história: você pode encontrar todos os tipos de coisas malucas no eBay!

Este é um logotipo bobo? Pode apostar. Poderia fazer uma transformação para deixá-lo mais  atraente? Provavelmente. Infelizmente, foi isso que o estagiário que pagaram para criar o seu novo logotipo fez, usando o Word:

Na verdade, manteve-se a inconsistência de cores (que parece muito mais “Google” com este lettering), mas se livraram das letras malucas. Este novo logotipo é completamente chato e vazio de toda a vida e o caráter da marca original. Nos últimos anos, tenho visto muitas marcas abandonando o design “único”, e passando a utilizar um design feito sob encomenda ou a favor de uma aparência plana, com texto sem serifa. Me dói o coração gente. Não façam isso!

Dell

O novo logotipo da eBay usa uma fonte sem serifa, mas não usou nem um pouco de variação. Aqui está um outro logotipo sem serifa que usa uma pitada de incoerência:

Porque o “E” torto? Embora eu não tenha encontrado nenhuma explicação oficial no site da Dell, a história contada sobre essa inconsistência é de que Michael Dell queria o “E” torto para representar o seu desejo de que a Dell “transformasse o mundo em sua volta” com grandes produtos.

O que é Facebook?

O Facebook se tornou sinônimo de Internet. Se você tem acesso a web, as chances de que você use o Facebook são de quase 100%. Tendo em conta que a sua base de usuários é, literalmente, na casa dos bilhões, seu logotipo é sem frescura e muito simples, um provável rival da Coca-Cola em seu reconhecimento.

Mas o que há num logotipo velho e simples que o torna tão reconhecível? Inúmeros designers podem construir o logotipo do Facebook rapidamente quando estão com pressa, basta digitar uma letra minúscula “f”, mas o que eles não vêem é que “f” do Facebook não é tão típico como se poderia imaginar.

Aos olhos de um designer, a estranheza desta letra  deve ser imediatamente reconhecível, mas apenas no caso de você precisar de ajuda, aqui vai uma explicação visual:

Há o fato de que todas as terminações da letra utilizam uma linha perfeitamente vertical ou horizontal, e o lado direito da barra central é diagonal.

Seria um pouco estranho o “f” torto colidir com um “a” vertical, de modo que a inconsistência aqui é balanceado pela nossa velha amiga repetição. O “a” utiliza a mesma inclinação, que faz com que os dois se encaixam perfeitamente.

Se você olhar de perto, você pode ver que o “b” e “k” também usam linhas diagonais, embora em um viés ainda mais extremo do que o “a” e “f”. Mais inconsistência!

Onde mais você vê inconsistência?

Neste artigo, nós demos uma olhadinha em seis logos extremamente famosos que pesadamente alavancam o conceito de inconsistência para adicionar um toque original a imagem de sua marca. Que outros logotipos e desenhos você já viu que usam desta técnica?

Você já projetou logotipos que tiveram melhor resultado através da inconsistência? Compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhe este artigo:

Este post tem 8 comentários

  1. Fica muito vago discutir logotipos sem a noção do branding.

    1. É verdade Alegpe, mas o objetivo do artigo foi justamente quebrar aquele pensamento que as pessoas têm de que tudo precisa ser simétrico, sem graça. Eu sei bem como é isso… diariamente vejo os meus clientes pedirem: “Centraliza isso, centraliza aqui”… é muito difícil inovar e ser incosistente (de um jeito bom, claro) quando o mercado está acostumado a padrões, sem inovação.

      1. eu não crio logos, trabalho com artes somente, e gosto de usar muito de centralizar as frases em meus banners, cartões e flyers e ja tive muito problema com cliente, pois pra eles tudo precisa ser centralizado, isto é um porre, por isto as vezes faço arte de bairro mesmo, para não ficar perdendo tempo com clientes que não aceitam a inovação …

        Gostei muito da matéria sobro os logo …

  2. Oi, Liute. Primeiramente parabéns pelo site, me ajuda muito sempre!!

    Me diz uma coisa, acontece isso com o logotipo do google? (os “o” e o “e” inclinados). Ou isso é normal da fonte dele?

    Bjos e valeu!

    1. Katia, observando atentamente o logotipo do Google, o oficial, não é possível identificar uma inconsistência, creio que seja o traço da fonte que passe esta impressão, mas não há nada muito diferente que caracterize o uso da inconsistência. Porém, vemos muita inconsistência nos doodles em datas especiais, todavia não chegam a ser considerados uma marca já que mudam a cada nova data.
      Um abraço!

      1. Achei que pudesse ser mesmo…

        Legal! Obrigada e vou ficar de olho se acho alguma inconsistência por aí 😉

        1. Muito obrigado por comentar. Continue participando, é muito bom poder trocar ideias com você.
          Um abraço!

      2. Liute Cristian, mas uma coisa interessante de ser observada é que os “g” do google tem a mesma cor, mas de forma diferente enquanto os “o” são iguais em forma mas diferentes em cor e a sequencia de cores não se reinicia no segundo “g”. Vejo aí talvez, uma inconsistência.

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
10 dicas para criar ícones impressionantes

10 dicas para criar ícones impressionantes

Hoje, vou falar um pouco sobre o design de ícones a partir de uma perspectiva mais geral. Vou compartilhar com vocês…
Criatividade – Como pensar fora da caixa?

Criatividade – Como pensar fora da caixa?

A criatividade com certeza é a matéria prima de todo bom projeto de design, é ela que estamos buscando constantemente…
Novidades para 2019 do Clube do Design

Novidades para 2019 do Clube do Design

O Clube do Design trás novidades que reforçam o nosso interesse em te ajudar a descobrir a sua profissão criativa.…
Como calcular tamanho de impressão, resolução de imagem e resolução de saída

Como calcular tamanho de impressão, resolução de imagem e resolução de saída

Quantos pixels deve ter uma imagem que vai ser impressa com 10cm a 300dpi de resolução? Tenho uma imagem de…
Fechar Menu