Configurando a área de trabalho do CorelDRAW

Este vídeo faz parte da série de postagens disponíveis no nosso site parceiro cardquali.com. Você pode acompanhar a postagem “Desvendando os recursos do CorelDRAW | Parte 2 | Preparando a área de trabalho” completa acessando o link no fim deste artigo.

Nesta postagem você vai descobrir como personalizar a área de trabalho do CorelDRAW e melhorar seu fluxo de trabalho. Estas configurações permitem adicionar novas ferramentas e funcionalidades a área de trabalho do programa, garantindo um trabalho mais ágil e proveitoso.

Muitas outras postagens serão desenvolvidas para desvendar todos os recursos disponíveis neste programa fantástico. Acompanhem!

Visite a postagem completa acessando: Desvendando os recursos do CorelDRAW | Parte 2 | Preparando a área de trabalho.

Comente! Sugestões, dúvidas e opiniões são ótimos para melhorar o conteúdo do Clube.

Aproveite para seguir o Clube no twitter, facebook, youtube ou google+, assim você fica por dentro das novidades, e acompanha os melhores links do blog. Você também pode assinar nosso feed de notícias e receber todas as atualizações de maneira exclusiva.

Compartilhe este artigo:

Guia de Estudos para Aprender Design por Conta Própria

Baixe o nosso guia e receba dicas e as novidades do Clube do Design no seu email:

Este post tem 10 comentários

    1. prof!!! suas aulas são boas de mais !! se me permite? parabems pelo nacimento de sua filha felicidades!!!!!

  1. vey, qndo vou exportar no meu corel algumas cores fortes (como aquele verde, azul neon e outros) elas não ficam na mesma cor do projeto o verde fica uma verde escuro feio, e os outros tbm sabe como concertar isso?

    1. Edgar, estas cores só podem ser representadas em modo de cores RGB, ou seja, apenas quando você pretende utilizar o projeto para internet ou ser exibido na tela do computador. Se você tentar exportar em modo de cores CMYK ou tentar imprimir sempre haverá esta mudança, já que as impressoras não tem capacidade de reproduzir este tipo de cor brilhante.

      Para resolver isto, quando exportar observe atentamente o modo de cores, ele aparece na janela de exportação logo depois que você escolhe onde vai salvar, caso esteja em CMYK mude para RGB. Outro fator importante é, sempre configure o gerenciamento de cores do seu programa de acordo com a finalidade do projeto, já que seu programa está lhe dando a opção padrão de CMYK é porque provavelmente você não o configurou corretamente para projetos que vão ser utilizados na internet ou exibidos na tela do computador.

      Estas configurações podem ser alteradas no momento da criação do projeto, na janela de novo documento, os perfis de cores principais CMYK ou RGB podem ser alterados alí. Caso a janela de novo documento não apareça, com um documento em branco já criado, acesse o menú Ferramentas> Gerenciamento de cores> Configurações do documento, você verá a opção “Modo de cores primarias”, mude para o modo de cores que lhe for útil, sempre lembrando, CMYK é para projetos que serão impressos, e RGB para projetos que serão usados na internet ou exibidos em telas de computador.

      Um abraço!

  2. vey, qndo vou exportar no meu corel algumas cores fortes (como aquele verde, azul neon e outros) elas não ficam na mesma cor do projeto o verde fica uma verde escuro feio, e os outros tbm sabe como concertar isso?

  3. Olá pessoal meu nome é Naldo e quero tornar público o que o Liute me ajudou por e-mail. Minha pergunta: “Olá Liute, boa noite. Tenho na minha arte, um efeito Malha e quando transformo em Bitmap (CMYK) para dar a saída, ele não funciona. Poderia me mostrar? Por gentileza. Obrigado mais uma vez pela gentileza e até…
    VEJAM A RESPOSTA DELE: Oi Naldo, o que está acontecendo é que todos os objetos dentro de arquivo estão no modo de Cores RGB, e tanto a transparência do efeito de brilho quando o plano de fundo tendem a sofrer variações de coloração por causa do intervalo de cores diferente. A única solução que acho viável é: Selecione tudo (plano de fundo, texto, brilhos) e dê o comando exportar (Arquivo> Exportar), ao na janela de salvamento modifique o tipo para PNG e exporte na pasta que quiser, o PNG deve manter o fundo transparente para manter o recorte ondulado abaixo do seu plano de fundo, depois de exportar, copie da pasta que você exportou e cole novamente dentro do corel, e pronto, você tem o material em bitmap e não irá perder o efeito dos brilhos. Dentro do Corel novamente poderá convertê-lo novamente em CMYK, o que na verdade não faz diferença nenhuma já que seu material está em RGB, aconselho que imprima direto depois disso.

  4. Cara fala muito no começo, dá até vontade de desistir de assistir, fora isso ensinou legal…

    1. Rsrsrsr, desculpe miguel, como eu queria chamar a atenção pra série de postagens que estou escrevendo, a introdução acabou ficando meio longa, mas obrigado pelo elogio. Abraços!

Deixe uma resposta

Mais artigos pra você ler:
Como fazer um cartão personalizado

Como fazer um cartão personalizado

Aprenda nesse tutorial como criar um cartão personalizado de forma fácil.
Como organizar seu desktop?

Como organizar seu desktop?

Você já viu uma tela de computador lotada de atalhos e arquivos formando uma verdadeira bagunça visual que não dá…
Affinity Photo #11 - Usar Sobreposições

Affinity Photo #11 - Usar Sobreposições

As ferramentas Sobreposição podem ser usadas juntamente com o painel Sobreposições para que você possa aplicar ajustes padrão em áreas…
Praticando Caligrafia e Lettering

Praticando Caligrafia e Lettering

Nesse vídeo que fiz em meu canal Corporação Criativa eu faço algumas demonstrações sobre criação de caligrafia e lettering com diferentes canetas.…
Fechar Menu