Anúncio Suíte

Ser único, ser especial, ser outro, se destacar, definitivamente ser diferente dos demais. Este é o objetivo de qualquer marca, seja de um produto, de uma empresa ou a nossa marca pessoal. É isso o que você deseja quando está prestes a lançar um novo produto ou um novo serviço.

Publicidade

As marcas nasceram para diferenciar um produto de outro, para identificar o que fazemos diante dos demais, para dar valor à nossa própria identidade. Porém, o conceito de branding e de marca tem evoluído nos últimos anos, tanto que não servem apenas para “ser diferente”.

Ser diferente pode significar ser o palhaço da festa, ou o mais introvertido e caladão, ou o que veste a roupa mais extravagante em um casamento, entretanto, ser diferente não é necessariamente ser melhor.

Ser diferente é sinônimo de ser singular, porém, o singular não tem a mesma importância pra todo mundo. Por isso, existem outros fatores que fazem a sua marca se destacar das demais, e a faz ser importante. Isso significa que ela gera valor.

Diferenciação, relevância, credibilidade, conexão, resposta e alcance. Estes são os seis fatores que uma marca deve ser capaz de cumprir para se tornar uma grande marca. E os seis fatores que todos deveríamos levar em consideração na hora de construí-la. Vejamos o que cada um deles significa:

A diferenciação é a capacidade de ser diferente da concorrência, encontrando uma vantagem competitiva única, própria, através de mensagens, códigos, canais de comunicação.

A relevância é a capacidade de ser importante para a vida das pessoas. Quando somos capazes de engajar as necessidades e as motivações do nosso público alvo. Quando o seu produto ou serviço vem à mante do seu público imediatamente, quando eles precisam resolver um problema.

Ter credibilidade é ter capacidade de conectar a sua proposta de valor com a realidade do produto. É ser convincente não só da boca pra fora, mas demonstrar que o que você diz, é o que você realmente oferece.

A conexão é a sua capacidade de se envolver o público alvo com a sua marca, de gerar interesse, interação e recompensa. Quando mais o seu público se sentir conectado com a sua marca, maiores e mais intensos serão os fatores anteriores.

Ter resposta é cumprir o que a marca promete da forma que o público alvo espera. É quase que um paralelo com a credibilidade.

O alcance deve ser flexível, para satisfazer todas as necessidades que o público pode ter, crescendo em solução.

Quando nos deparamos com a construção de uma marca, seja para um novo modelo de negócios ou para um que já existe, devemos ser capazes de pensar nestes seis fatores e determinarmos como vamos agir.

Quais implicações estes fatores devem ter em nossos produtos, ofertas, mensagens, estratégias de comunicação, propostas de valor, identidade, tom verbal, linguagem visual, comportamento, etc.

Responder a estas seis questões e avaliar as implicações que terão em nós e em nossos produtos, comunicação, canais e comportamentos, nos ajudará a moldar a identidade adequada para a nossa marca, sua proposta de valor e personalidade.

É mais um daqueles processos que envolvem mais o senso comum do que o conhecimento exato, mas nos ajuda a focar na estratégia de uma marca. É uma maneira de obter respostas a partir da parte mais exposta da marca, ao invés de seu processo interno.

Para aqueles que são novos em branding ou que estão começando a empreender, é uma maneira simples de refletir sobre o que a sua fórmula ideal deve possuir, pensa-la de forma tangível, compreensível e ativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here